Câmera e calcinha preta!
Recebi por e-mail do meu amigo que escreveu o conto da lan house e me encantei! O que uma simples câmera faz com um homem... Pobre homem, mulher safada!
Beijos e lambiidas, Tara Flux*!



Se lembram do meu último sonho?
Da história da minha "amiga" e de como eu supostamente tracei ela no andar de cima da lan house?
Bem, não gosto muito de relembrar isso, ainda dói como se fosse um incôdomo por se andar de cavalo, por exemplo.
Pois vamos aos fatos:
estando mais uma vez de bobeira, 22e tals da noite,cansado de jogar o joguinho q segundo ela, me deixa com cara de "bobo",
resolvi entrar no msn pra passar o tempo.
Pronto, la estava ela, sumida ha mais de uma semana...
Que saudades pra la, pra cá...
sondagens acerca de como tinha sido a semana, como andava o trabalho...
ela me perguntou sobre como andava meu relacionamento e tals...
mais leo lero...perguntei da minha "sogra" ( eh como eu xamo a mae dela)
ela me fala:
ta na pista!
OPA!!!
blim blim!
vi um ícone maroto no canto superior esquerdo da janela do msn!
Sim , senhoras e senhores!
A BENDITA CAM estava conectada!!
dai, humildemente pedi pra que a mocinha abrisse,pq num ia me negar tal privilegio!!
abriu, me deparei com aquele rostinho que tanto amo,que tanto admiro...
usando óculos...
os marmanjos sabem do q eu falo..
óculos de secretária de filme "educativo".
e a lingua...ahhhh, abençoada lingua que deve ( eu disse deve) deixar muita piroca pulsando de vontade de recebe-la!
trilha sonora perfeita:
Keith Sweat-nobody!
musica pra acasalar!
senti uma súbita paudurecência aguda,tava de samba-canção e o volume logo se fez presente...
parei pra mexer no meu pau,ficando com mais e mais tesão...
num resisti de novo...
pedi pra ela dar uma palinha neh?
num eh q a filha da puta judiou de mim, dizendo q so ia dar palhinha depois do banho?
fiquei escutando musiquinha, olhos vidrados no msn,esperando a princesa sair do banho...
santa visão...veio ela molhadinha, cabelo escorrendo...
ela sempre fala que num tem muito peito e tals...
o quê?
cabe na minha boca facil,chupo gostoso e ainda toco a dignissima siririca com ela de pé, deitada , de cabeça pra baixo...
tenho uma TARA por ela, uma coisa q eh incontrolavel!
eu SEMPRE canto ela
eu SEMPRE tive vontade de comer aquela bucetinha !
Sim, me chamem de tarado, de devasso...
mas eu SEMPRE quis botar ela pra gemer e chorar gozando HORRORES na cabeça da minha piroca!
voltando!
ela, se arrumando....peitinhos livres de roupas...pos uma calcinha preta, safadinha...
pedi pala de xoxota,mas negou na minha cara!
isso o pau tava todo fora da samba, a punheta rolando frenetica!
num eh que a minha "amiga" pega, começa a pssar um oleo sei la de que nos peitos e lambe gostoso?
num me aguentei...
a porra veio quente, doidinho pra que fosse nela...
mas valeu...
que gozada...sempre que faço pra ela, chamo seu nome...




Como assim, minha gente?


Eu estou pasma como tem gente que ainda insiste em viver no século passado!
Mudei de habitat. Agora estou com pessoas um ano mais nova que eu. E acreditem: TODOS ao meu redor são virgens!
Hoje estávamos comentando sobre prazer.
Meninas cismavam em falar que mulher não consegue ter prazer no sexo sem penetração.
ABSURDO!
Não pude me conter e quase berrei: um como assim??? E aonde fica meu amigo vibrador? E o toque? O ato de esfregar? O dedinho, meu Deus?!
Tudo bem que eu não resisto à uma penetração bem feita, na medida e força certa. Não sou muito ligada à velocidade não... Se você souber ir naquela sintonia perfeita de rápido-devagar, meu amigo, eu gozo com uma facilidade incrível...
Mas falar pra quem que só existe penetração? Hãm!

Eu confesso que sinto um prazer incrível no toque... quando passeiam com as pontas dos dedos pelas minhas curvas de forma suave e carinhosa... de vez em quando dando aquele certo aperto maior... Céus! Vou parar por aqui se não minha imaginação flui e em tempo de vestibular minha vida sexual esta um caos!!!


Então deixo aqui meu selinho de saudade, e de tesão.

E acredito que um dia essas almas boas serão salvas e conhecerão o prazer de um bom orgasmo

Beijosemordidas, Sexy.
Marcadores: 2 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Realidades que viram contos!

Saí do banho cansada e me joguei na cama de toalha e tudo, sem me importar se estava molhada ou não.
Sentir o meu corpo relaxar estava, aos poucos, me deixando zonza. Adormeci. Tempos depois, não sei extamente o quanto, acordei suada e ainda mais relaxada. Meu corpo estava estranho e me levantei para vestir uma roupa e deitar novamente. Ao levantar, para minha surpresa, senti um liquido escorrer por entre as minhas pernas.

Como aquilo havia acontecido se eu estava sozinha e dormindo? Eu havia deitado, minha mãe estava em seu quarto dormindo e não havia nenhum motivo aparente para isso. Caminhando em direção ao banheiro, comecei a lembrar. Os flashes vinham em minha mente como pequenos vídeos que, de repente, desapareciam.

Eu sonhei com você. Um sonho deliciosamente louco que me levou ao êxtase. No sonho eu estava tomando banho exatamente como em minha monótona realidade. Estava sozinha em casa e, como sempre, a porta estava sem tranca.
Concentrada em meu banho, não ouço você entrar e, quando menos espero, a porta de blindex do box se abre e lá está você, me olhando compenetradamente. Você entra no box comigo, ainda vestido e começa a me esfregar. A água cai sobre nossos corpos e sua roupa fica encharcada, sendo esta a sua última preocupação no momento.
Você me vira de cara para a parede, abrindo as minhas pernas, abaixando-se e me chupando com vontade. Me contorço de tesão, enquanto você se levanta, abrindo a calça e metendo em mim com força e pressão na medida certa para me enlouquecer sem me machucar.

Você mete com força e vontade, me pegando no colo e me levando para a cozinha. Lá você me coloca sobre a pia de pernas abertas, me chupando mais uma vez e, como sempre, me enlouquecendo. Eu gozo desesperadamente, enquanto você enfia um dedo em mim e chupa meu clitóris, do jeito que eu gosto e só você sabe fazer. Você se levanta e me segura pela cintura, coisa que você sabe que eu adoro, e me leva pro quarto, onde me faz chupá-lo com vontade. Depois você me coloca apoiada na janela e mete devagarinho no meu cu. Uma das melhores sensações da minha vida. Puxa meu cabelo, dá tapas deliciosos na minha bunda e goza da forma mais linda e completa que poderia. Depois você fala baixinho no meu ouvido que eu sou maravilhosa e deita na cama, me puxando para o seu lado e, enquanto eu faço massagem nas suas costas, você adormece com um sorriso feliz e tranquilo no rosto.

...

Tomo banho novamente, visto minha roupa e volto para a cama, praguejando contra os céus por ter sido somente um sonho.
Marcadores: 1 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Irrita e pronto!

Bom, mediante a paciencia de meu querido Darkhalley em fazer um comentário digno de um post, o responderei da mesma forma, ok?

Primeiro, tenho que concordar com você quando diz que mulheres se preocupam demais com as coisas ao redor do sexo. Por exemplo, aquela velha história da mulher casada que para, bem na hora h, para reparar que o lustre está sujo.
Entendo que essas esquisitisses devam ser, no minimo, irritante para vocês, mas algumas coisas que ocorrem durante o sexo, realmente me fazem perder o foco.

Exemplifiquemos: Eu adoro fazer sexo oral. Pasmem, pode ser o sonho de muitos homens, mas não é fru fru, é verdade. Adoro muito. Se o pau for bonito e depilado então, aí é que faço com vontade mesmo, até o fim.Nada me dá mais tesão do ver a outra pessoa morrer de tesão.
Enfim, minhas habilidades não estão em questão aqui, mas tem homem que gosta de colocar a mão na cabeça da mulher da hora do bola-gato. Puuuuutz, isso me irrita! Não porque eu tenha problema em fazer oral por vontade própria, até porque chega um momento em que você percebe o ritmo que o seu parceiro quer que você siga, mas pelo simples fato de que isso me desconcentra. Eu perco o ritmo na hora! Não gosto. Passa a impressão de que estou fazendo alguma coisa errada e ele está tentando consertar com a mão na minha cabeça, como se eu não soubesse a direção do pau dele... Sei lá...

Entendeu? Não é questão de ser palhaçada ou fricote de mulher. Acho que, da mesma forma que existem homens que adoram ouvir putaria na cama, mulheres também gostam. Não é toda mulher que acha que sexo tem que ser romântico e aviadado. Lógico, que tem dias que não estamos para Bruna Surfistinha e queremos fazer uma coisa mais leve, mas daí a achar que só homens se deliciam com "chupa minha puta", "mama minha cadela", rebola sua piranha", dentre outras, já é demais, não acha?

Acho que pode-se ter vários tipos de sexo diferentes com uma mesma pessoa (embora eu não seja a favor da monogamia).
Há uma grande distância entre trepar, fuder, transar, fazer amor e fazer sexo, embora todos eles sejam maravilhosos. Não desmereço nenhum deles, mas mulher que é mulher e assume do que gosta, sabe que é delicioso ser puta do seu macho por um dia. Realizar as fantasias dele e vê-lo gozar da forma mais exêntrica possível.

Quanto à questão dos nomes para o pau, acredite, tem homem que faz isso, SIM! Eu sei, pois já me contaram sem eu perguntar. E não foi uma vez só, não! (Não cabe delatar os pobres coitados dizendo os nomes, mas que foi ridiculo, foi!)
Não digo que vocês não possam dar nomes ao pau de vocês, afinal, eles são os melhores amigos que vocês possam ter. Se metem em cada buraco sem reclaar e estão funncionando sempre (ou quase sempre) que vocês precisam. O que eu estou questionando é o fato de tornarem esse apelido público por qualquer motivo que seja. Eles pensam o que, que a mulher vai achar bonitinho? Para, né? Bonitinho é meu cachorro dormindo!

Sua dica foi quase precisa.

"Pelo amor de deus, minha dica é: mulheres, ignorem o resto em volta, só prezem o prazer de uma boa foda, se o cara falar alguma merda, beija a boca dele, cale ele de alguma maneira e continue, ninguém é perfeito, uma hora vc vai vai dar uma vacilada na cama, mas acredite vc vai se culpar muito mais que seu própio parceiro."

Pecou apenas por uma coisa, que embora não se aplique a mim, como generalizou, terei que responder generalizando também.
Para as mulheres (no geral, pelamor!), o sexo não se atém apenas ao ato ou ao momento. É um conjunto de fatores que torna aquele momento especial a ponto de elas sentirem vontade de dar. Acho que é por isso que se mulheres gritarem no meio da rua que querem dar, aparecem milhares de homens, mesmo que ela seja feia. Agora, se homem grita na rua que quer comer, só uma ou duas mulheres corajosas vão assumir. O convencionalismo em que as mulheres são criadas diz a elas que não devem dar só por vontade. Que isso é feio, coisa de puta. A grande maioria delas diz que nem dar, dão. Fazem amor... Eita coisa mais patética. Mal sabem elas o quanto ser puta em alguns instantes é maravilhoso!

Enfim, querido, desculpe discordar de ti, mas foi você quem discordou primeiro.

Beijoselambiidas, Flux*!
Marcadores: 1 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Lá, onde?
Já dizia mamãe naquele velho ditado: "Em boca fechada não entra mosca!"
Meninos de meu Brasil, ah, meninos, tem coisa mais broxante do que dar nomes para as partes, digamos, intimas?

Invaginem só: Tu tá na boa com a menina, mão naquilo, aquilo na mão, o clima esquenta... chega a menina e diz - coloca tudo na minha pexereca (diga-se de passagem que essa palavra é horrorosa em qualquer ocasião!) - putz, eu sou mulher, mas se eu fosse homem, morreria na hora... de rir!!! Ou então o cara fala - chupa meu pinto, vai! Porra!
Rolo no chão de rir! Me virá à cabeça a imagem de um pintinho de galinha fofissimo e perderei completamente a vontade de dar.

Outra coisa que me irrita é homem que tem vergonha de falar as coisas.
Clima pegando fogo, ele olha para você e pergunta assim: você que carinho lá?


Pergunta 1: Onde, exatamente é lá? (Se for no Caribe, você vai esperar eu chegar lá para me fazer carinho?)
Pergunta 2: Você, por acaso, já teve alguma aula de Biologia na vida e aprendeu que órgãos possuem nomes?

Lá onde? Lá no fígado? No dedão do pé? Seria um lugar? Quem sabe na Groenlândia? Ilha de Açores? Sério, gente, a cada dia que passa, vejo o quanto as pessoas são despreparadas para o sexo. Tudo bem, que conta nervosismo, vontade, tranquilidade... Enfim, tem gente que nasceu pra coisa, tem quem não. Se você nasceu, sabe exatamente o que deve fazer, mas se você não, aqui vão algumas dicas:

- Procure ser direto quanto ao que você quer de sua parceira na cama. Nada de eufemismos, metáforas ou coisas do genero. Se você quer que ela seja sua puta, donzela, amiga, amante ou até sua frigideira (aquela que fica paradona lá enquanto a comida fica no ponto), diga. Não tenha vergonha de abrir a porra da boca.

- NADA DE NOMES FANTASIOSOS PARA O CORPO DE SUA FEMEA, A NÃO SER QUE QUEIRA CHAMÁ-LA DE DEUSA. AFINAL, SE CHAMARMOS O SEU LINDO PAUZINHO DE PRINCESA SOFIA, VOCÊS NÃO VÃO GOSTAR, NÉ?

- Se você tem um apelido para o seu pau, mantenha isso entre você e ele. Nós não estamos nem um pouco interessadas em saber o nome dele e sim os nomes que eles conseguem nos fazer dizer.

- Se você broxou, deu meia-foda ou qualquer coisa do gênero, aja naturalmente e não peça desculpa como se fossemos ficar imensamente chateadas porque você não consegue dar umazinha. Você pode nõ conseguir, mas tem sempre alguém que consegue.

Enfim, quero deixar a minha reclamação bem grande contra os homens que parecem maravilhosos e são ruins de cama! Meninos, já disse e vou repetir, tamanho não é documento. De que adianta ter tanquinho, se a torneirinha não funciona como deveria?







Marcadores: , 2 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
O outro lado da moeda!

Antes de qualquer coisa, eu queria avisar que o post abaixo contém assuntos que podem fazer você pensar besteira, muiiita besteira. Não besteira do sentido bom e prazeroso, mas besteira no sentido da maldade e do preconceito. Então, se você possui tendências preconceituosas ou se acha muito santo (a) para ampliar o seu leque de prazer, mova já a sua bundinha pra fora daqui, paspalhão!

Vamos ao que interessa...

Não vou usar de palavrinhas bonitas, frufru ou nada disso. O assunto aqui é cu e se você sabe bem do que eu estou falando, sabe também que nem envolvido em flores ele ficaria bonito. (Um adendo engraçado: Estava conversando com um amigo sobre dar o cu.
Tá, eu não dei ainda, algum problema nisso? Enfim, focus, focus, e eu reclamei inúmeras vezes sobre a possibilidade de um "presentinho inesperado" durante o ato, o que poderia ser desagradável para ambos, principalmente para a mulher. Aí, o danado me vem com essa: "Filha, o cara mete ali porque gosta, porque quer e, na maioria das vezes, muito. Ele sabe onde está, literalmente, se metendo e não liga. Aliás, pode até ligar, mas esse não é o maior dos problemas.(Caros leitores homens, quero a opinião de vocês sobre isso!) Então, se você quer, perde o medo e solta essa porra logo que depois eu vou te fazer sentar na farinha de trigo pra ver se você ainda tem as pregas!Hahhhaaha!" -- Preciso dizer que me senti um E.T. e quis me enfiar em um buraco?

Semana passada eu estava ao telefone de fofoca com um amigo que me fez um pedido inusitado. "Flux, eu estava conversando com uns casais de amigos sobre um e-mail que recebi. Tal e-mail falava sobre inversão de papéis, você já ouviu falar? (Claro que já, né?) Então, eu fiquei com isso na cabeça, mas estou meio travado. Dá pra você pesquisar e criar um artigo sobre isso pra mim? "

Plim plim... Nem preciso dizer que meus olhos brilharam e eu vi um desafio ahead. Corri para o computador catando todos os meus amigos pervertidos para buscar experiências e informações. Fuçei em todos os cantos e buracos (sem trocadilhos, por favor, pois o assunto é sério!), perguntei, li, assisti filmes, enfim... Me mantive o mais informada possível sobre o assunto. Viajei no outro lado da moeda, em como deve ser para o homem se sentir possuído, penetrado, invadido e desvendado por uma mulher, ser que eles consideram tão frágeis. Em meio a isso tudo, parei pra pensar sobre o que eu achava sobre o assunto. Bom, serei sincera e confessarei que a priori eu fiquei bastante...digamos, assustada. Essa não é a melhor palavra para definir o que senti, mas, enfim... Com o tempo, fui amadurecendo a idéia e abrindo minha mente, livrando-a de qualquer estigma social ou preconceito. Ao fim de dois dias de pesquisa e pensamentos pecaminosos, eu já estava excitadíssima com a idéia. Não apenas com o sentimento de poder, mas com a possibilidade da total entrega entre dois corpos. Com a perda de qualquer tabu ou vergonha entre um casal. Com a confiança extrema que um homem deposita em uma mulher ao se deixar ser penetrado ou ao se submeter aos caprichos dela.

Vamos aos fatos.

O que é a inversão sexual: A inversão pode ocorrer de várias formas e em vários sentidos. O mais comum é quando o homem se submete a ser penetrado ou tratado de forma diferente como sempre é, ou seja, o macho perde a condição de "dominador" para a fêmea, que, por sua vez, conduz o homem durante o ato sexual. Tal penetração pode ser feita com o dedo, vibradores ou com o dildo (aparelho que a mulher veste, simulando um pênis, acoplado ao seu corpo).

Durante o ato, pode-se utilizar de fantasias, objetos e tudo o mais que o casal achar interessante, desde que seja para o prazer de ambos. Para algumas mulheres, o prazer maior está em sentir -se poderosa. Sentir que tem o poder de usar e abusar de seu companheiro, mexendo em um lugar tabu para muitos.
O prazer derivado pela penetração ou mesmo a estimulação anal está mais do que provado. Isso é fato incontestável. Vejamos pelo lado fisiológico da coisa. Na área em questão, os corpos masculino e feminino são iguais, logo, se a mulher sente prazer "dando o cu" (que horror!), homem também sente, até porque, a área é entulhada de terminações nervosas que, estimuladas, causam sensações, digamos...agradáveis. Outro ponto é a questão da mente. O casal que se propõe a isso deve ter a consciência de que pode ser muito bom, mas também pode ser um fiasco. Além disso, devem estar totalmente engajados em tal ato, pois qualquer dúvida que venha a ser levantada, demonstra que não estão preparados para tal avanço, devendo esperar o momento. dúvida esta que pode ser fundada na cabeça de uma mulher. "Será que meu namorado é gay porque gosta que eu o domine e o faça meu desta forma? "


Claro que não, sua besta!

Até porque, vamos combinar que, para um homem assumir que quer, tem que ser muito macho. Além do fato de gays sentirem atração pelo mesmo sexo, então, se ele quer realizar esta fantasia/desejo/curiosidade/o caralho a quatro (literalmente de quatro) com você, já e sinal de que ele confia muito em você e não que ele é gay. As pessoas - quando digo pessoas, incluo homens e mulheres - precisam aprender a se livrar dos estigmas postos há milênios pela sociedade hipócrita em que vivemos e se mostrarem mais dispostos a dar prazer para sentir prazer. Se voê que que a sua mulher, ou seu homem, enfie um, dois, dez dedos em você enquanto te chupa, por quê não pede? Será que é mais fácil ficar fantasiando sozinho do que sentir prazer a dois?

Acho que essa é uma das razões pela qual tantos homens procuram travestis. Primeiro, porque não é toda mulher que gosta de dar o rabichó e segundo porque eles sabem que não vão ser julgados, muito pelo contrário. Depois de tanta pesquisa, acho que considero os invertidos muito mais machos do que os extrovertidos, que dizem que fazem e acontecem, mas na hora, só ameaçam e não sabem nem onde fica o buraco da fechadura.

Em meio a isso tudo, encontrei um texto interessante e instigante, o qual gostaria de compartilhar com vocês. -- Para ler, é só clicar aqui!!

Meus queridos leitores machos e indefinidos. Se querem, façam. Façam com amor, façam com a pessoa certa, de confiança e divirtam-se. Façam tudo o que lhes der na telha. Batam, apanhem, pinguem velas, morangos, chantilly, leite condensado(adorooo!) ou simplesmente não usem nada disso e sejam felizes. Mas nunca, nunca se sintam ou deixem que ninguém os digam menos homens por nenhum destes atos, pois a viadagem está no preconceito e incapacidade de assumir quem são e o que querem.

Não se esqueçam, como diz o PD. do Pequenos Delitos: "se você quer tudo da sua mulher, deve estar disposto a dar tudo pra ela."

Ah, ia me esquecendo!! Abaixo, alguns brinquedinhos que vocês podem usar na hora H.

Sensible (Relaxa a musculatura aumentando a sensibilidade)


Beiijoselambiidas, Flux*!
Marcadores: , 2 Comentários | | edit post
O que você achou? 
Só pra constar...
Gente, o que está havendo com a Tara?
E o sr. Leandro, será que desandou atrás de um bom rabo de saia?
Perdoem-me! Ano de vestibular é um saco!
Saio de casa as 6, volto as 19!
Nada de malhar... E pior: Meu bofe só está aqui nos fins de semana!!! Não sei como vou sustentar isso até o fim do ano... Haja sexo pra desestressar!!!
Se bem que, assim que tudo isso tiver fim eu vou viajar, meu bem!
Vou pra Natal pegar uns nordestinos de jeito e depois pra Bahia ver o que é que o baiano tem!
Já deixei de ir esse ano para aquele mar de belezura que é Ouro Preto, e vocês sabem bem o quanto eu gosto de um mineirinho.
Agora eu juro que assim que tiver um momentinho pra respirar eu vos escrevo.

Ahhhhhh TARA QUERIDA!
Para (nova regra da língua portuguesa) dessa fossa e frescura!
Você é linda, poderosa e nova!
Amor é para os fracos. Não tenho tempo nem saco para isso, você deveria experimentar ser assim de vez em quando!
Vá para a cama com um homem gostoso, forte e mais velho e tudo isso ficará bem, eu prometo!
Se quiser, te indico uns amiguinhos ou go-go boys! ;)

Beijosemordidas, Sexy
Estressada!
Estou chateada e estressada! O senhor Leandro desapareceu, a Sexy anda muito ocupada e eu sem saco nenhum para postar. Fuçando por aí, encontrei no blog da Dani um texto muito bom que mostra exatamente como me sinto... Roubei, tá?

Acordei com o celular vibrando desesperadamente sob o travesseiro. Algo se apossava de meu corpo, dos pés ao pescoço me impedindo de levantar. Minha cabeça já havia sido ocupada por outra coisa, você. Ao abrir os olhos, você é a primeira e única coisa que me vem à cabeça. Preocupação, carinho e saudade relutantes em existir quando eu digo a mim mesma que devo ser mais forte do que isso. Mais uma vez, mantenho minha mente à frente de meu coração e levanto, dando ação a um dia incompleto e monótono. Não importa o que eu faça, falta alguma coisa.


O sol bate em meu rosto, aquecendo minha pele e trazendo um rubor já conhecido. Coloco os óculos escuros e caminho em meio a desconhecidos. São tantos rostos e histórias. Cada pupila, uma história, um sonho, um segredo. Talvez vários. Em meio a tantas, as minhas são apenas mais duas solitárias, escondidas por uma barreira de medo e solidão.


Meu coração está apertado. Às vezes sinto como se houvesse uma mão o segurando forte, impedindo de bater. Sigo pensando em como eu vim parar aqui. Como tudo desandou tão depressa que eu não pude me controlar. Como você entrou em minha vida como um qualquer e agora está sendo expulso como alguém de tamanha importância.


Como se eu desse importância a rótulos. Faço o que deve ser feito e, neste momento, preciso de ar. Ar que eu só conseguirei distante de você. Ar que sai da sua boca e passa para a minha em questão de segundos, mesmo a quilômetros de distância. Que me faz respirar, me mantém viva, mantém a chama acesa.


Chama da vida, que me dá forças e faz com que eu tenha vontade de seguir em frente, mas no momento, não consigo encontrar meu caminho...


Sinto que teremos carne nova no pedço em breve.


Beijoselágrimas, Flux*!