Realidades que viram contos!

Saí do banho cansada e me joguei na cama de toalha e tudo, sem me importar se estava molhada ou não.
Sentir o meu corpo relaxar estava, aos poucos, me deixando zonza. Adormeci. Tempos depois, não sei extamente o quanto, acordei suada e ainda mais relaxada. Meu corpo estava estranho e me levantei para vestir uma roupa e deitar novamente. Ao levantar, para minha surpresa, senti um liquido escorrer por entre as minhas pernas.

Como aquilo havia acontecido se eu estava sozinha e dormindo? Eu havia deitado, minha mãe estava em seu quarto dormindo e não havia nenhum motivo aparente para isso. Caminhando em direção ao banheiro, comecei a lembrar. Os flashes vinham em minha mente como pequenos vídeos que, de repente, desapareciam.

Eu sonhei com você. Um sonho deliciosamente louco que me levou ao êxtase. No sonho eu estava tomando banho exatamente como em minha monótona realidade. Estava sozinha em casa e, como sempre, a porta estava sem tranca.
Concentrada em meu banho, não ouço você entrar e, quando menos espero, a porta de blindex do box se abre e lá está você, me olhando compenetradamente. Você entra no box comigo, ainda vestido e começa a me esfregar. A água cai sobre nossos corpos e sua roupa fica encharcada, sendo esta a sua última preocupação no momento.
Você me vira de cara para a parede, abrindo as minhas pernas, abaixando-se e me chupando com vontade. Me contorço de tesão, enquanto você se levanta, abrindo a calça e metendo em mim com força e pressão na medida certa para me enlouquecer sem me machucar.

Você mete com força e vontade, me pegando no colo e me levando para a cozinha. Lá você me coloca sobre a pia de pernas abertas, me chupando mais uma vez e, como sempre, me enlouquecendo. Eu gozo desesperadamente, enquanto você enfia um dedo em mim e chupa meu clitóris, do jeito que eu gosto e só você sabe fazer. Você se levanta e me segura pela cintura, coisa que você sabe que eu adoro, e me leva pro quarto, onde me faz chupá-lo com vontade. Depois você me coloca apoiada na janela e mete devagarinho no meu cu. Uma das melhores sensações da minha vida. Puxa meu cabelo, dá tapas deliciosos na minha bunda e goza da forma mais linda e completa que poderia. Depois você fala baixinho no meu ouvido que eu sou maravilhosa e deita na cama, me puxando para o seu lado e, enquanto eu faço massagem nas suas costas, você adormece com um sorriso feliz e tranquilo no rosto.

...

Tomo banho novamente, visto minha roupa e volto para a cama, praguejando contra os céus por ter sido somente um sonho.
Marcadores: | edit post
O que você achou? 
1 Response
  1. Olha... Tem gente que esta passando mal aqui, cada um teve uma reação diferente, eu corri para o banheiro, meu irmão para o quarto, o porteiro do prédio, seu Gatão de 65 anos... Morreu.