Prometo!
Gente, muita coisa pra contar, mas tempo escasso. Farei as unhas e amanha eu juro de pés juntos e bicos endurecidos que passo por aqui! Beeijos
Marcadores: 5 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Nunca mais!
Propagando enganosa é crime e eu deveria processar aquele homem por ter me enganado. Se ele é bom de cama eu sou a DEUSA DO SEXO! hahaha

Valeu a experiência, mas não saio com ele nunca mais!

Beijoselambiidas, Flux*
Marcadores: 4 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Preço
Eu hoje vou pro preço! Precinho, não! Preção com muita pressão!!  Depois eu conto!

Beijos
Marcadores: 0 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Mais presente
Recebi ainda agora, depois de quase um mês me enrolando, essa foto deliciosa do meu querido Filosofo adorado e inteligentissimo!

Muito obrigada, delicia!
Adorei!

Beijoselambiidas, Flux*
Marcadores: 3 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Preciso




Hoje eu queria 9 cançoes. Com vendas, oleos e carinho. Aquele carinho sensual, aquele clima de intimidade, aquele gozo contido de quem não quer que acabe nunca.

Hoje eu queria algo menos e a mais do que sexo...
Marcadores: 6 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Idéia e promessa

Ele deu a idéia, fez a promessa... E agora tudo o que eu consigo pensar é um armário, algemas, as belas mãos dele segurando minha bunda e aquela voz deliciosa sussurrando meu ouvido.

Agora vai ter que cumprir. Aaai, cumpre, vai!
Marcadores: 4 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Vontade
No quarto nos beijávamos abraçados e a mão dele acariciava minha bunda, que dizem as más linguas ser grande, por cima do shortinho pela primeira vez. A dose de cachaça que eu havia bebido fazia efeito e tudo o que eu pensava era em jogá-lo na cama e arrancar sua roupa... Mas a minha mente me avisava à todo momento que naquele dia, por conta de impedimentos mensais, eu não podia. E a minha raiva subia à toda, me deixando mais excitada ainda.

Beijou-me de leve, segurou minhas costelas com as mãos, beijou-me mais ainda. Sugou o cantinho da minha boca, o que diz que adora, me fez rir e ficou como besta olhando meu sorriso. Vestiu-me com seu casaco e eu virei de costas, encostando nele. E dei uma reboladinha de leve, virando o rosto para que ele me beijasse. E ele, menino obediente, beijou, segurando meus seios por cima daquela blusa de alçinhas e decote nada comportado. Rebolei com mais vontade e logo saí de perto, sabendo que se ficasse ali tão pertinho dele, não daria certo.

Mas que eu queria mesmo era continuar, ah, mas isso eu não posso negar...

Beijoselambiidas, Flux*!
Marcadores: 2 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Novo amigo!
Ontem eu tive o prazer de conhecer uma pessoa deliciosamente agradável, com um sorriso lindo e uma energia ótima. Após imensos e-mails trocados durante a semana inteira, resolvemos nos encontrar.

E que surpresa agradavel em conhecê-lo, meu bem. Obrigada pela simpatia, pela boa-vontade, pela paciência e por me ouvir tagarelar sem parar ao som de Tereza Cristina e ainda assim ser um amor de pessoa.

Espero que nossa amizade só cresça! Adorei conhecê-lo!

Beeijos
Marcadores: 6 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Perdido na selva
Sexta. Show. Lapa. Lapa, a maior concentração de gente diferente por metro quadrado. Sorrisos, corpos, beijo a três. Aiii, que delicia, que loucura, que vontade...

Eis que perdido no meio daquela confusão surge uma delicinha de pessoa, com um beijo doce e macio, um sorriso lindo.

E aí, rola ou não rola?

(Depois continuo, pois preciso ir me arrumar!)

Beeeijos
 -----------------------------------------------------------------------------------------------------

Update:  Ah, e ele é um fofo de verdade. Saímos no domingo. Ele veio me pegar aqui em casa de moto (velocittà, velicittà), me levou até o seu bairro e ficamos a tarde juntos. Passeamos, comemos bolo, conheci alguns amigos dele... Eis que fomos à casa dele pegar um casaco para que eu não congelasse na moto no caminho para casa. Conheci seu espaço, seu mundo e sua cadelinha gostosaaaaaaaaaa! Neguinha linda, basset fofissima que não gosta de visitas, mas não queria me deixar ir embora. Hheh. Segundo ele, ela me aprovou!

Beijos, abraços, carinho. Ele é um amor de pessoa, um menino encantador e me trata como se eu fosse um diamante de muitos quilates.

Inhaí, mas será que eu não consigo me ver com ele?
Preciso estourar uma champagne!
OH! Que linda, Flux! Obrigada pelas boas-vindas.
E, infelizmente, não estou dando tanto quanto gostaria. #mimimi

Olá, queridos! Como estão? E o feriado como foi? O meu foi bacana, mas sem sexo. É. Triste. Tem gente por aí (se) dando melhor que eu, né?! Então.. vim desabafar e ainda encontro essas fotos todas! Que beleza! Fiquei aqui só na vontade. Ah, meu pai!
Eleições chegando, vou encontrar o negro MARAVILHOSO que eu conheci quando trabalhei no primeiro turno e dessa vez eu não recuso o convite de ir conhecer a casa dele! Dios! Estou carente. Preciso estourar uma champagne e me afogar nela! haha.
Amanhã venho aqui com mais calma e escrevo alguma coisinha mais picante pra nós!
Beijos
Capitu
Mais presentinhos...
Geeeeeente, nunca pensei que um pedido pudesse me render taaantos presentes deliciosos assim. Abri meu e-mail hoje e achei mais fotos deliciosaaaaas! \o/ Então, vamos ao que interessa e agradar às meninas que visitam isso aqui...



Ao que me parece, esse meu leitor é português e me mandou a foto deliciosa do outro lado do Atlântico!










Muito obrigada F.P. Vou preservar sua identidade, como faço com todos os meus leitores queridos.
O primeiro contato de um leitor internacional me deixa radiante!! Obrigada pela foto, meu bem! Mil beijos


Já por outro lado, aqui pertinho de mim, tem a delicinha de pessoa que eu vou carinhosamente apelidar de Meu Menino. Ele sabe bem que é...
Sem comentários na legenda... mereceu um poeminha.


Meu Menino tem uma veia forte
Saltitante, em um sexo vibrante
Louco para penetrar, sem parar, sem respirar
E num acumulo de prazer, gemer
Entreter, preencher, foder
Sem parar pra ver, sem parar de comer
Sem imaginar que algum momento possa se perder...

Obrigada pela foto e pelo carinho, meninos! Vocês são, com toda certeza, minha fonte de inspiração.
Marcadores: 6 Comentários | | edit post
O que você achou? 
No taxi!
A Jaque mandou eu postar, então eu posto!!

Sentados na mesa na porta da quadra, eu havia dado a idéia de irmos ao motel jogar poker e beber. Eu, ele e minha amiga. Não fomos. A idéia foi apenas uma brincadeira, mas ele queria mesmo uma deixa...

Resolvemos ir embora. Entramos no táxi, seguimos rumo à casa dele e dela, já que os dois moram na mesma rua. Ela desceu, ele disse que seria cavalheiro e me deixaria em casa. Assim que a porta bateu, ele segurou meu rosto e disse que agora poderia me dar um beijo. Aquela boca grossa, macia, molhada, acariciando meus lábios e procurando minha lingua com a sua. As mãos dele percorrendo a lateral da minha coxa, minhas costas e cintura. Segurava meu pescoço e me puxava pra perto, beijando minha boca e abraçando meu corpo. E o motorista do taxi, por ter ouvido nossas brincadeiras logo que entramos os três no táxi, colocava pilha perguntando se agora que estavamos sozinhos íamos pro motel. E ele concordava com o motorista, eu dizia que não e ele tentava me convencer dizendo que me deixaria em casa depois.

Não adiantou. Desci na porta de casa, completamente excitada com a possibilidade de ter ido pro motel com ele. Na verdade, o que eu queria mesmo era mandar o motorista ficar dando voltas enquanto eu o montava no bando de trás, enquanto mordia seu pescoço e ele segurava meus seios, deixando o motorista excitado, cheio de vontade, gemendo alto, com os vidros ficando embaçados...

Mas desci do táxi na porta de casa. Ele esperou que eu entrasse na portaria e mandou o motorista seguir. Enquanto subia o elevador eu podia sentir minha calcinha molhada, a respiração ofegante e a vontade de ter ido com ele.

Ai, ai,às vezes eu me acho uma burra! hahaha

Beijoselambidas, Flux*
Marcadores: , 7 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Pérola Negra - Por Zuza Zapata
Tinha a pele suave e negra. Ah! Como sou apaixonado por mulheres negras. A negritude sempre me encantou. Minha fantasia sexual mais constante na puberdade - e por isso a que dedicava mais tempo – era com uma passista de escola de samba que eu chamava carinhosamente de “minha perola negra”. Tempos bons aqueles onde o moralismo não havia impregnado tanto os canais de televisão e os desfiles de carnaval eram transmitidos como devem ser: cheios da sacanagem! Lembro perfeitamente dos ângulos que os câmeras captavam e aquilo pra mim era repertório para meses ininterruptos de punheta com nível elevado de orgasmo e consequentemente muita porra.
Perola Negra, assim que vou chama-la, como na música do Luiz Melodia. Pouco papo mas uma química de arrepiar os fios! Dia de sol, praia, biquíni branco fio dental... Ah, que rabo! E um sorriso conquistador. Oi, tudo bem, prazer em conhece-la e o beijo. Que beijo! Língua morna, macia e molhada na medida certa – nem muito, nem pouco -.Convite para um passeio depois da praia. Topou de imediato! E eu sem acreditar. Vida, filmes, livros, relacionamentos, amores e sexo. Nossos olhos cruzaram cheios do fogo. Convite para conhecer minha casa. Topou, mas receosa - e adoro ter que insistir um pouco - Cozinha, sala, banheiro e quarto. Logo depois enrolada em meus braços... na cama.
Uma boceta deliciosa só com um pequeno caminho de pelos. Cai de boca com ela deitada de bruços. Boceta, cu, costas. Seguro forte as ancas e a puxo deixando – a de quatro. Camisinha, beijos na boca, boca oportuna no meu pau. Deliro com os gracejos de Perola Negra. Passista só minha. Carnaval fora de época. Meto sem dó e ela samba enquanto fode. Boceta quente, gulosa, querendo engolir até meu saco. E aquele olharzinho pedindo para eu meter no rabo... gozo menino. Feliz. Realizado...

Texto carinhosamente roubado do espaço delicioso Escrevo e Amo de Pau Duro .

--------------------------------------------------------------------------------------------
Esse texto do Zuza fez om que eu lembrasse de todas as vezes em que fui ao ensaio da minha escola de coração e todos aqueles homens babavam no nosso rebolado. Os convites para ser passista surgiam e eu sempre recusava. Não queria compromisso. Eu queria era todos aqueles homens aos meus pés, semana após semana, pedindo para tirar fotos, quase sem conseguir piscar, delirando em nossas bundas. 

E as mulheres, morrendo de inveja, querendo saber eu como fazia para sambar naquele salto enorme sem cair e sem perder a classe. E eu adorava. Saía dali com o ego inlado, a buceta molhada, o corpo cansado. E só de pensar que na semana seguinte tinha tudo de novo eu já ficava feliz pois o som daquela bateria faz meu coração se encher de alegria!

'Sabado que vem estarei lá novamente. Voltando às raízes, revendo amigos. Vestido curto, salto alto, cabelos soltos. Quem sabe, sabe. Onde é, se quiser, só aparecer!'

Beijoselambiidas, Flux*
Bem-vinda!
Como diz o Coringa: Que anfitriã de merda que eu sou! hahahaha

Genteeem, a gostosissima da Capitu estreou aqui essa semana e eu nem pra apresentar a moça! Juro que eu esqueci. Estive tão enrolada com as comemorações do meu aniversário que esqueci completamente de fazer isso.

Bom, então, Capitu é uma morena gostosissima de seios muito fartos e muito disputados. Minha amiga há anos adorava ouvir minhas estrepulias quando ela ainda era virgem e hoje, se bobear, tá dando mais do que eu! AHAHAHAHA

Bom, seja bem-vinda, minha gostosa! E que o blog te traga tantos amigos e delicias como tem me trazido.

Beeeijos, amora!
Desejo breves!
Olá! Como estão? Gostaram do meu primeiro post?
(Se você, mal informado, não está sabendo role a barra lateral e leia o post Carne nova, liberalidade e BDSM.)

Eu estou carente, pra começar. Sinto que preciso de sexo e meu PA foi ao SWU (e nem me convidou). Ou seja.. arrumarei outro para dar conta do meu fogo.. Até parece que eu vou esperar aquele vadio aparecer.. Aham. Aham.
Enfim.. vim desejar-lhes um bom feriado com muita diversão, muitas alegrias e muito sexo, porque ninguém é de ferro! ;D
Depois contarei como foi o meu feriado!

Agora eu vou trabalhar.. essa vida de fotógrafa acaba comigo.


Beijos
Capitu
Exibidinho 2!
Geeente, consegui convencer meu segundo leitor a postar a foto deliciosa que ele me mandou. Tá aí pra vocês, leitoras gostosas, conferirem os atributos do moço.


Então, meninas, aprovado?

Obrigada ao delicinha D., que me mandou a foto e não resistiu à minha persuasão.

Beijoselambidas, Flux*.
Marcadores: 7 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Exibidinho 1!
Tenho descoberto uns leitores beeem interessantes e obedientes. Na quinta passei aqui e deixei um recadinho dizendo que queria presentes, fotos, videos... eis que alguns mandaram fotos beeem interessantes para o e-mail do blog (secretsreveries@gmail.com) e com a devida autorização eu vou postar uma das fotos aqui.

*Obrigada a essa delicia que me mandou inumeras fotos de presente. Adorei! 

Com o tempo eu estou persuadindo os outros tímidos e assim que conseguir, posto mais fotos.

Beijoselambiidas, Flux!

É ou não é de dar água na boca?   

Se você quiser mandar sua foto, sinta-se à vontade. Pode ser também texto, mensagem, proposta, convite, reclamação e elogio, só mandar pro e-mail lá em cima!

Beeeijoselambiidas!
Marcadores: 2 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Muito obrigada!
Como alguns frequentadores assíduos leram por aqui, quinta-feira foi meu dia de Ano Novo, como diz a Jaque. Para quem não entende a metáfora, foi meu aniversário e, apesar de não ser muito fã da data, confesso que gostei muito das comemorações e felicitações de amigos e leitores mais do que queridos. 

Bom, então, entrando no clima de gratidão, queria agradecer com todo meu coração à minha gostosissima e lidinha amiga paulista Jaque pelo post, mensagem e todo o carinho dedicado à mim. Com toda certeza você é uma das provas de que amigos não precisam se ver todos os dias para ter o coração pertinho um do outro. Obrigada por ser essa pessoa carinhosa e especial, por ouvir as baboseiras que eu falo e ainda me fazer rir. Beeeijos, linda! 

Beijo e agradeciment especial também ao Casal Desiderium, que me deixou um recadinho especial desejando feliz aniversário. Obrigada, meus queridos. Que vocês seja sempre ssim, livres e felizes!

Menina Fê, continue sendo sempre essa fofura, minha linda! Obrigada pela lembrança e seja muito feliz!


Gente, se eu fosse agradecer a todos um por um, mas saibam que eu fiquei imensamente feliz com os e-mails, mensagens, telefonemas e comentários. Desejo tudo de bom de volta  todos vocês. Pena que teve gente que não entendeu que no dia do meu aniverário as pessoas devem vir ao aniversariante, e não ao contrário. Ah, mas é a vida.


Beijoselambiidas, Flux*!


Marcadores: 0 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Quando o gato sai...
Véspera de aniversário é uma tensão só. Fui almoçar com as meninas, ao shopping resolver problemas no celular e depois iria para a faculdade. Iria, pois meu celular tocou e quando vi o nome dele tive uma crise de risos. Atendi, falamos por alguns minutos, perguntou onde eu estava e onde iria. Respondi que estava no shopping e depois iria para a faculdade, mesmo estando sem um pingo de vontade de ir. 

Dizem que quando o gato sai, o rato faz a festa. Verdade. A vó viajou e ele, estando sozinho em casa, me chamou para ir até lá. Uni a falta de vontade de ir à faculdade e a excitação que senti só em ouvir a voz dele e decidi ir. Passei em casa, tomei um banho, coloquei uma lingerie sexy, mesmo ele não ligando para isso e fui. Abriu a porta de bermuda e blusa, descalço, cabelos cortados, sorriso enorme no rosto. Entrei, sentei no sofá e ficamos conversando por um bom tempo e vendo o jogo do Fluminense. E depois de um bom tempo de conversa ele me beijou e perguntou se eu realmente queria ficar vendo o jogo. Eu ri e respondi que não, já pensando em um milhão de coisas mais interessantes a serem feitas do que ficar assistindo o jogo do Fluminense (detalhe que eu e ele adoramos futebol e nenhum dos dois torcem pro Fluminense). Logo que pegou o controle para mudar de canal, deu o intervalo no jogo e um comercial tocou Quelqu'un m'a dit da Carla Bruni, que eu adoro e pedi que esperasse o comercial acabar para que desligasse. E ele esperou, e ficou me olhando e beijando ao som da musica. Por fim, o comercial acabou e ele desligou a tv, debruçando seu corpo sobre o meu e mordendo meu pescoço de leve. 

Enqunto nos beijavamos, ele acariciava gentilmente minha cintura, minhas costas, segurava meu pescoço e passava a lingua em minha boca. Tirou minha blusa e, habilmente, com apenas uma mão, abriu meu sutiã e delineou com o dedo o contorno que ele fazia em meus seios. E desceu a cabeça devagar encostando a ponta da lingua no bico eriçado, colocando-o na boca, me excitando ainda mais. Com todo carinho, segurava meu corpo com as mãos e beijava, lambia e mordia minha cintura, percebendo o quanto isso me deixa enlouquecida... 

Levantei meu corpo mole do sofá e ajoelhei de frente para ele, abrindo sua bermuda, olhando seu sorriso amplo e lindo e segurando seu pau por cima da cueca box preta. Ele gemeu um pouco e eu mordi a ccabeça de sua excitação ainda por cima do pano, sentindo seu cheiro bom e puxando a cueca junto com a bermuda. Logo eu ja sentia seu gosto inundando minha lingua, garganta e sentidos... e ele gemia e dizia o quão bom era sentir minha boca acariciando seu sexo e durante TODO o tempo fazendo carinho em minhas costas, pescoço e seios.

Pediu que eu levantasse e abriu minhas pernas devagar, beijando minha barriga, mordendo minhas coxas, chegando ao meu sexo. E passou a lingua no meu centro quente e úmido, mordendo minha pele, meus lábios, enfiando um dedo devagar enquanto me lambia e chupava. Deitou-me no sofá e pôs-se ajoelhado de frente para mim, abrindo mais minhas pernas, lambendo mais o meu sexo, enfiando mais o dedo e tocando cada centimetro interno do meu corpo. E assim, com a boca  o dedo dele em meu interior e no meu topo eu senti minhas pernas tremerem e meu corpo se contrair com um prazer profundo e contínuo. Enquanto eu gozava, ele beijava minha coxa e me acariciava com dedo, quando colocou na boca  ao mesmo tempo veio me beijar, fazendo com que eu sentisse, ao mesmo tempo em que ele, o meu gosto. 

Com ele de pé na mnha frente eu nao pude resistir e agarrei seu pau novamente, chupando com vontade, ele gemendo, recuando o corpo para não perder o controle, fazendo carinho e massageando meus ombros e minhas costas e eu segurando sua perna. Quando não aguentou mais segurar, deitou-me com as pernas abertas no sofá e montou sobre mim, num angulo perfeito que fazia nossos corpos se encaixarem  completamente. Enquanto penetrava meu sexo, acariciava meus seios, beijava inha boca com delicadeza e carinho. Depois ele sentou no sofá e eu montei sobre ele, abrindo bem as pernas e rebolando sobre aquele pau duro preenchendo meu ventre, ouvindo enquanto ele gemia baixinho em meu ouvido, respirava ofegante, puxava meus cabelos, me beijava e mordia meu pescoço... 

Levantou meu corpo e colocou-me de quatro, apoiada no braço do sofá e me fodeu com vontade mais uma vez, enquanto eu rebolava e ele estocava fundo, dentro, umido, quente, escorregando para dentro de mim, com meu sexo latejando querendo mais e ele acariciando minhas costas, apertando minha bunda, avisou que ia gozar e gozou com vontade, segurando minha cintura, permanecendo dentro de mim por algum tempo. Então eu virei, tirei a camisinha e chupei seu pau ainda endurecido, sentindo o gosto de seu prazer  sugando os resquicios junto com seu pau para dentro de minha boca enquanto ele gemia e respirava fundo.

Depois, corpos abandonados no sofá, conversas das mais estapafurdias ou profundas possiveis. Falamos de familia, pais, filhos, amizades e tantas outras coisas que conseguimos manter somente entre nós dois. Mostrou-me fotos de sua familia, não porque eu pedi, mas porque ele levantou e disse querer me mostrar. Então colocamos a roupa, saimos. Ele segurou a porta do elevador, da portaria, entramos no carro e me deixou em casa. Ele relaxado, eu com a alma lavada em perceber que os monstros que me rodeavam antes, sumiram nos momentos em que ele me chamou de amor e eu não retribui.
Marcadores: 2 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Carne nova, liberalidade e BDSM.
Olá, queridos!
Bem, sou carne nova no blog da linda, diva, poderosa e gostosa da Flux. Estou começando como colunista hoje. Bem, a minha intenção com esse post é me apresentar pra vocês, que estão impacientes pra saber o que eu vim fazer aqui. Então vamos ao que importa:

Sou Capitu, tenho 19 aninhos, sou morena e adoro uma sacanagem.. como todo mundo! Até porque, se não fosse bom, estaríamos extintos, não é? ;)

Agora vamos ao que interessa: o BDSM.
(Vou esclarecer um pouquinho e logo depois mostro uma de minhas experiências.)

__


BDSM (Bondage, Disciplina, Sadismo, Submissão e Masoquismo) é uma arte que busca o prazer sexual ou apenas satisfação psicológica. Nessa pequena, doce e deliciosa brincadeira podemos interagir com o parceiro de várias formas.. podemos ser submissos, mandões, sequestradores, invasores ou até mesmo outras pessoas!
Se você acha que o BDSM envolve apenas dor e humilhação ou você está completamente por fora das verdadeiras práticas ou é bem retrô. E, sim, eu pratico e ADORO! Agora eu digo a você: descobrir a coisas novas já é muito gostoso, mas dar chance a essa prática é um outro nível de prazer, leitores!
Que mulher nunca gostou de levar um tapa e ouvir um ''vadia'' bem colocado no meio do sexo feroz e fogoso? Que homem não gostaria de ver sua parceira num corpete de couro preto, botas de cano alto, chicote e máscara no rosto?


Vamos parar com os pré-conceitos, meus amores.
BDSM É BOM, É SAUDÁVEL E É LIBERTADOR!
Sejamos liberais e busquemos nosso prazer ABSOLUTO! Sim.. hedonismo é uma obra divina!

Agora vou contar minha última experiência com o BDSM. Eu tenho P.A., como diz a Flux, e isso é muito digno. Da última vez que entramos nessa brincadeira houve um troca-troca delicioso de hierarquia entre nós. Mas não vou estragar a surpresa.
__

Eu fui ao apartamento dele, só o quarto estava montado graças a mudança recente. Assim que cheguei ele me deu um leve beijo nos lábios e me abraçou. Trocamos beijos e carícias até que ele tirou minha blusa e o sutiã. Eu, fazendo certo charme, disse que tinha ido ajudá-lo a arrumar as coisas no apartamento e não pra atrapalhar, ele respondeu dizendo que eu estaria ajudando mais se fizesse sexo com ele. Eu ri e acabei vestindo minha blusa. Ele ficou com certo jogo duro por causa da minha desvencilhada, mas nada que umas mordidinhas no pescoço e uns sussurros gostosos não resolvessem.
Fui tomar banho de porta trancada, sim, sou má, e assim que saí coloquei apenas minha calcinha e a blusa. Deitei na cama dele e fiquei esperando até que ele saísse do banho. Nesse meio tempo cochilei e ele entrou no quarto de toalha, (atenção para o físico de ex-nadador. Acho digno.) pegou um short, vestiu e saiu do quarto de novo. Continuei deitadinha e esperei ele voltar.Quando voltou, ele logo deixou o short cair e disse com tom de ironia: ''Ih! Caiu!'' Em 5 minutos eu já estava nua com ele, de frente pra mim, aos beijos. Beijos aqui, mãos acolá, acabei começando com a parte mais interessante da coisa. Segurei o pau dele pelo talo e meus lábios engoliram a cabeça enquanto a mão subia e descia sem ritmo definido, mas com bastante vontade.
Não me deixei inibir pela janela sem cortinas ou pelos vizinhos, eu passei a engolir cada centímetro daquele membro latejante, o corpo dele já respondia a umidade da minha boca com arrepios e gemidos contidos atrás dos dentes. Minhas unhas arranharam as pernas dele enquanto sua mão puxava meu cabelo e ele me chamava de ''minha puta'' (o que, só pra constar, me deixa louca.).
Naquele momento eu era a submissa, eu estava dando prazer a ele porque eu era uma boa menina e porque ele era ''meu dono''. Depois de uns minutos nesse jogo eu me afastei dele. A ereção era tão intensa que eu podia ver as veias pulsando enquanto gotas de líquido transparente saíam da cabeça do pau dele.
Olhei em seu rosto e disse com toda a autoridade que eu tinha: ''Sua vez de me dar prazer e da melhor forma possível, entendeu?'' Ele respondeu com um balanço de cabeça e abriu minhas pernas e foi com tudo. A língua dele é sensancional, devo confessar. Ele é criativo e ousado no sexo oral. Morde, acaricia, dá lambidas longas e curtas, tapinhas.. Sejam assim, homem! Enquanto ele me chupava com toda a intensidade minhas unhas marcavam as costas dele, eu gemia e dava ordens para que ele fizesse mais e mais.
De repente ele me colocou de quatro e passou a me dar tapas, puxões de cabelo, mordidas, tudo o que uma mulher pede sem abrir a boca. Tudo isso sem ultrapassar qualquer limite de respeito. Foi tão prazeiroso que eu acabei sem me aguentar sobre meus joelhos e mãos. Mas mesmo assim ele não me deu trégua. Logo partimos para o sexo anal.


Ele amarrou minhas mãos e, deitado atrás de mim, enfiou o a latência sem dó no meu pequeno e, muito excitado, cu. Ele falava no meu ouvido que adorava me fazer de puta e que eu era a coisa gostosa dele. Aí eu já não era mais a dominadora, era a dominada novamente.

E fomos que fomos. Aquele ritmo frenético de socadas me deixou ALUCINADA. Eu gemia alto, gritava e ele mandava eu me calar. E eu só fazia ficar mais excitada! Eu gozei, pude sentir a umidade em mim e ele logo passou a mão no meu clitóris, me fazendo ir a lua! Pouco depois ele gozou.



Ele saiu da cama e não me desamarrou. Deixou o quarto, se limpou e me deixou ali largada, submissa a ele. Eu ofegante, suada e com um desejo óbvio no meio das pernas fui surpreendida por mais sexo oral. Ele brincou de todas as formas que pode até que eu gozasse mais uma vez. Nesse momento ele enterrou o pau no meio das minhas pernas.
Meteu forte, me xingou, me fez chegar ao ápice do prazer quando sussurrou no meu ouvido: Agora abre essa boca que seu homem vai ter dar leite.


Nossa. Que sexo! Que delícia! Por isso que eu digo, queridos, saibam buscar o seu prazer! Deem uma chance ao BDSM e as fantasias presas dentro de você!
Qualquer dúvida, dica ou proposta.. comentem!
Beijocas
Capitu
Aniversáaaaaaaaaaaaaaaario!
Gente bem comidaaa!!!

Hoje é meu aniversário. Então, leitores queridos, como vocês irão me presentar? Hein, hein, hein?


P.S.: Se quiserem fazer twittcam tirando a roupa, mandar foto de pau bonito por e-mail, mandar flores, presentes, caixas de bombom ou me convidar pra dar umazinha (ou várias) só mandar e-mail pra secretsreveries@gmail.com que ficarei suuuuuuuuuuuuper feliz!

Beijos, gente!
Adiantado...
Foi o melhor presente adiantado de aniversário que eu podia ganhar!
Obrigada, meu bem.

Marcadores: 0 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Troca justa!
No sabádo passado, depois da choppada lá na faculdade acabei vindo para casa. Viemos eu, Risadinha, Gogo e Alejandro. Paradinha estratégica para comer no posto aqui perto de casa. Eu acabei saindo com o Alejandro de novo na choppada, mas confesso que não eram meus planos. Simplesmente aconteceu. No posto, todo mundo cansado, Alejandro azul de fome e eu querendo sair. Eis que aparece  meu PA preferido. Aquele delicinha que eu vivo comentando aqui. Ele estaciona o carro para abastecer e sai, de calça jeans, blusa branca, tênis e aquele perfume delicioso exalando até o meu nariz. Saí da loja, larguei todo mundo lá dentro e dei um abraço gigante nele, mordi o pescoço e ele me deu um beijo de cantinho de boca. Quando a ponta da minha lingua encostou no pescoço dele, eu pude sentir auele sexo endurecer de leve por dentro de calça. Perguntou como eu estava e se eu estava saindo com aquele cara que estava dentro da lojinha. Eu respondi que não e ele me deu uma olhada firme e disse, olhá lá, hein. (Comentário à parte: eu nao entendo qual o problema desses homens que não querem compromisso, mas querem ter o direito de mandar na gente.) Enfim, dois minutos de conversa, voltei para a loja. Nesse meio tempo, graças a Deus, o povo resolveu ir embora, coisa que eu já estava rezando para que acontecesse. 

Alejandro me deixou em casa, beijo, tchau. Sem mimimi. Entrei no elevador, subi, peguei dinheiro e dei a desculpa de que ia comprar coca-cola para comer o cachorro-quente que ela havia comprdo para mim. Nesse meio tempo eu subi e desci em aproximadamente um minuto. Entrei no elevador, peguei o celular e liguei para ele. 

- Tá no posto ainda? 

- Tô. Estava pegando o celular pra te ligar. Tá onde? 

- Descendo. Vou comprar refrigerante. 

- Tá, vem rápido que eu te espero aqui. 

Encontrei com ele no posto e entrei no carro. Demos a volta no quarteirão e ele parou no nosso lugar estratégico. Deu-me um abraço, beijou minha boca e eu não estava pra mimimi. minha mão foi diretamente ao sexo dele, que ja estava endurecendo. Puxando, fazendo-se cada vez mais duro, abrindo a calça, colocando na boca.... E chupando. Ahhh, o contato daquele corpo quente, com gosto bom e peculiar passeando em minha lingua, deixando minha cabeça rodando de vontade de tê-lo dentro de mim...

 Subi a cabeça, segurei seu sexo com força, mordi e lambi o escoço, ele gemeu... E voltei com a boca pro seu pau grosso, chupei com força, mordi e ele gozou plenamente, gemendo e sorrindo. Beijou-me a boca, conversamos por alguns momentos e ele confessou que precisamos parar de se encontrar assim, furtivamente. Concordei e ri, como se eu realmente ligasse. hahaha
Deu a volta no quarteirão, deixou-me em casa, deu-me um beijo. 

Agora, será que eu sou uma menina má por colocar um pra casa para estar com outro? Um é gostoso, delicioso e estava acordado. O outro estava quase dormindo, querendo ir embora e eu não sinto tesão nenhum. Enfim, acho que fiz um bom negócio e se você acha que não, você é besta! hahaha

Beijoselambiidas, Flux*.



Marcadores: , 9 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou?