Primeiro selinho!
Recebi o primeiro selinho do blog do delicioso Casal Desiderium, que com toda certeza foram mais do que merecedores no recebimento do mesmo.

Então, como sou agradecida e sigo algumas regras, abaixo eu indicarei 10 blogs que merecem receber o selinho também, e, claro, merecem o clique de vocês.

«O Prémio Dardos é o reconhecimento dos ideais que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc... que em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, e suas palavras. Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar o carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web».



O Prémio Dardos tem as seguintes regras:
1.Exibir a imagem do Selo no blogue;
2.Revelar o link do blogue que me atribuiu o Prémio;
3.Escolher 10, 15 ou 30 blogues para premiar.

Marcadores: 7 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Vestiário e sexo
O campus da faculdade sexta à noite é uma tranquilidade só. A maioria dos professores liberam os alunos mais cedo e de vez em quando rola uma peça no palcão do teatro. Na sexta teve uma festa na Lapa do pessoal de teatro, logo, o prédio deles estava vazio. Coincidentemente a festa da minha turma era no mesmo dia e, como eu estava desde cedo na faculdade arrumando as coisas da festa, fui tomar banho e me arrumar no prédio de teatro. 

O prédio vazio, só um segurança no primeiro andar. Vestiário no terceiro, transito livre a alunos. Subi de elevador com a mochila e dei boa noite ao segurança. A porta do vestiario não tem tranca, logo, entra quem quiser. Comecei a arrumar as coisas para tomar banho e tirei a roupa, entrando debaixo do chuveiro e ligando a agua. Estava tomando banho quando de repente ele estava parado à minha frente. Os olhos desejosos percorrendo meu corpo, enquanto eu ensaboava meus seios e coxas, a agua escorrendo em minhas curvas. Então ele cansou de olhar, tirou a camisa e a calça, tenis e meias e entrou debaixo d'agua comigo, me puxando, beijando minha boca sob a água e agarrando minha cintura com as duas mãos, como fez em uma noite anterior. 












A agua caia, as mãos dele segurando meus seios, levando-os até a boca, passando a lingua no bico, subindo uma perna minha e encaixando nossos corpos. E assim ele me penetrou pela primeira vez na noite, enquanto eu cravava minhas unhas nas costas dele, gemendo baixo para não fazer eco e tentando rebolar acompanhando o ritmo do corpo dele. 


Abaixou minha perna, pedindo que eu o chupasse, e eu fiz o que pediu, ajoelhando de frente pra ele, de cara com aquele pau lindo, grosso, pulsante e melado, segurando-o com vontade e colocando só a cabecinha na boca, sentindo meu proprio gosto no sexo dele, sugando todo o resto para dentro da minha boca até senti-lo encostar na garganta. 

E chupei com vontade, rápido, devagar, lambi as bolas, massageei com a lingua aquela pica gostosa até que ele não aguentasse mais e me levantasse com força e me colocasse de quatro encostada na parede. E segurando minha cintura com as duas mãos, forçou-se para dentro de mim novamente. E fodeu, gemeu, rebolou, enfiou o dedo devagarinho no meu cu enquanto me fodia com vontade, me fazia morder os lábios, quase gritar de tanto tesão.

E meteu com força, rebolando, gemendo, mordendo meu pescoço, puxando meu cabelo até que não aguentou e gozou com força trincando os dentes pra não gritar e envolvendo minha cintura com os braços, segurando-me perto de seu corpo, respirando ofegante e deliciosamente. 

Tomamos banho juntos e enquanto ele vestia a roupa para descer, eu me maquiava e penteava o cabelo para encontra-lo depois. Entrei no salão e cumprimentei a todos, inclusive a ele, como se nada tivesse acontecido. E trocamos olhares durante toda a noite, em uma foda secreta, um segredo nosso, um gozo contido...
Marcadores: 6 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
De volta!
Tá, eu sei que estou há anos sem postar por aqui, mas final de semestre na facu, gripe, esses homens que não e abandonam, eventos, amigos reclamando que eu os estou abandonando... Enfim, mas se eu tenho saido bastante significa que eu tenho bastante coisas gostosas para contar e deixa-los com agua na boca e bem felizes.

De um jeito ou de outro acho que perdi o tesão em escrever, sabem? Ando me achando nada sensual, nem sexual ultimamente e isso me tira o tesão em escrever qualquer coisa.. Mas, como não é preciso de inspiração demais para escrever a realidade dos fatos... vamos à ela!

Vou abrir o word, pegar uma cerva e daqui a pouco post!

Beijoselambiidas, Flux*
De bruços, com força...
O filme na TV passava como se alguém realmente o estivesse assistindo. Na cama os corpos entrelaçados ignoravam tudo alheio aos toques, carícias, beijos e gemidos. Ele puxava a perna dela para perto, lambia os seios e mordia o pescoço. Devagar, sem pressa, beijou cada pedaço do seu corpo e a puxou para si.

Percorrendo suas coxas com os lábios arrancou gemidos, umedeceu o sexo, mordeu o bico dos seios e montou seu corpo sobre o dela, invadindo seu sexo, inflamando seu corpo, preenchendo seu ventre. Ela, com as pernas firmes na cintura dele, que penetrava fundo seu sexo molhado, escorregadio e apertado, gemendo, beijando sua boca, respirando em seu pescoço, suando...

Então ele a pega, vira de bruços, passa a linha em suas costas, descendo até sua bunda morena e grande, segurado com mãos cheias, forçando-se para dentro do sexo molhado e apertado, enquanto mordia o pescoço dela, lambia as costas, e ali ficou. Entrou, saiu, gemeu, xingou baixinho, mordeu a orelha dela, beijou a boca, chamou de gostosa, enquanto ela sentia seu sexo cheio com aquele membro grande e grosso profundamente em seu corpo, gemendo, respirando fundo, enlouquecendo, quase gritando, arranhando as costas dele com as unhas, gozando enquanto ele socava fundo e com vontade.

Quando ele sente que o extase se aproxima, pergunta se pode gozar na boca dela e tendo recebido permissão, retirou-se de dentro daquele sexo molhado, escorrendo de prazer e ordenou que ela o chupasse. E como boa obediente, ela ajoelha-se na beira da cama e engole todo aquele pau, passando a lingua nas bolas sem pêlos que ele havia cuidado especialmente para ela... Colocando tudo na boca e chupando com vontade, ele gemeu enquanto ela sentia o fruto do prazer dele escorrer dentro de sua boca, e continuou chupando, enquanto ele gemia com a sensibilidade pós gozo. Já ela, feliz por dentro, engoliu o liquido adocicado que havia arrancado dele e sorriu, se sentindo plenamente satisfeita.
Marcadores: 7 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Bloqueio
Eu queria muito conseguir escrever. Contar as coisas, explicar tin tin por tin tin. Mas infelizmente, nao consigo. Estou com um bloqueio mental que só me permite dormir.

Mais tarde eu vou passar por aqui, tentar escrever alguma coisa. Mas tudo o que eu sei no momento é que eu queria conseguir chorar, mas eu não consigo.

Beijos, amores. Mais tarde to por aqui!
Marcadores: 4 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou?