Sumida
Gentem eu sei que to sumida. Mas eu prometo que passo aqui assim que tiver tempo. Mas a vida ta uma loucura! Trabalho esta me sugando! Beijos












P.S.: PRECISO DE SEXO, ALGUEM SE HABILITA?
Marcadores: 11 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Da faculdade...
Fazia apenas duas horas que eu o conhecia. E daí? Pra sentir prazer nao tem hora.

Saí da aula feliz e contente na sexta retrasada por ser meu ultimo dia de aula. Fiquei no batlocal conversando com uns amigos e ele estava presente. Já esta no terceiro período, muito embora eu nunca o tenha visto na faculdade. Por fim, descobri que moramos no mesmo bairro e, após um desencontro com os amigos, ele acabou me dando carona até em casa.

Ir para casa cedo em uma sexta à noite é tedio, né? Decidimos parar em um barzinho para beber uma cerveja e conversar. Eis que no meio do papo eu fui beijada, abraçada, agarrada por aqueles olhos verdes e o marinheiro dono deles. Cerveja acabou e eu, por bem, decidi ir embora para casa. Ele disse que me levaria e Deus sabe que eu tinha toda a intenção de ir para casa sem cometer mais nenhum pecado além da cobiça naquele dia. Mas ele discordou e voou sobre mim, beijando meu pescoço, agarrando minha cintura, em um desespero delicioso em me possuir.

Carro estacionado em rua estrategica. Sem paciência pra motel. Ir a motel com 'desconhecidos' é extremamente chato. Mandei o garoto pro banco de trás e ele foi. Sem pensar, montei sobre ele e rebolei devagar, tomando coragem para o que eu estava prestes a fazer. Dar para um 'estranho' dentro do carro dele e depois virar as costas assim, como se nada tivesse acontecido. E a coragem surgiu do nada, quando eu senti a mão dele abrindo a minha blusa e meu soutien, colocando meu seio na boca, sugando o bico... enquanto com a outra mão procurava o botão e o zíper da minha calça, com a minha respiração em sua orelha, depois meus dentes em seu pescoço, encontrando minha calcinha já molhada...

A calça sumiu e quaestão de instantes. Eu, parecendo atriz de filme adolescente sobre sexo, chupava ele segurando aquele pau duro e grosso com uma mão e com a outra mexia na bolsa, abrindo a carteira pegando a camisinha. Ele queria me chupar, eu nao quis deixar. Me comer vale, mas sair colocando a boca assim em mim nao rola. Coloquei a camisinha nele com a boca, sentindo o gosto do látex. Na hora ele me segurou pelo pescoço e forçou sua boca contra a minha, me beijando com vontade, enquanto eu sentava devagar sobre seu corpo, acomodando meu ventre no seu, encaixando nossos corpos, rebolando devagar. E nao precisou muito mais do que cinco minutos e meu gozo veio forte, com as minhas pernas travadas por baixo das coxas dele e os braços ao redor do pescoço. Um tempo depois foi a vez dele, que geme deliciosamente, quase grita, faz aqueles sons que me deixam louca e fazem com que eu me sinta a melhor mulher do mundo.

Roupas no lugar, sorriso no rosto. Ele me beijou. Prometeu que da proxima vez coloca aquela farda de marinheiro branquinha e linda para que eu possa me deliciar. Tá, eu disse. Desci na porta de casa. Ele pediu meu telefone, eu dei, sem muita animação. Cheguei em casa, tinha piza me esperando. 

E não é que a sexta-feira foi melhor do que eu esperava? hahaha


P.S.: O carinha que trabalh no batlocal veio me dizer que na quarta passada um cara foi me procurar lá e ficou me catando. Tenho certeza que eu sei quem foi...
Marcadores: 4 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Fofoca!
Eu tenho uma fugidinha e uma loucura pra contar pra vocês, mas hoje não, pois são 4:00 e eu acabei de chegar em casa. Amanha eu passo aqui e conto! Palavra de escoteira (e eu á tenho cara de escoteira? hahah)
Beijos
Marcadores: 2 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
Sexo, urgente!
Eu ando precisando de sexo. Meu horario não anda coincidindo com o do Marcos e isso está me deixando tensa. Semana final da facu e a tensão está maior ainda com o fim do período se aproximando.

Tudo que eu queria hoje era um corpo forte segurando o meu, preenchendo meu ventre, arrepiando meu corpo, mordendo meu pescoço e gemendo baixininho no meu ouvido. 

E depois de muito carinho, um tapa na cara, que me colocasse de quatro e me desse pica com vontade, com força, segurando meu cabelo, dando tapa na bunda, gritando de tesão, chamando de cachorra e todos os 'elogios' maravilhosos que me excitam só de pensar. Que pedisse pra gozar no alto do bumbum para que eu sentisse a porra escorrer para os lados e ele pegasse um pouquinho no dedo e desse na minha boca para que eu sentisse seu prazer. Quando acabasse, deitasse sobre mim e ficasse fazendo carinho nas minhas costas, beijando meus ombros, só relaxando.

Dá pra ser ou tá dificil?
Marcadores: 4 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou? 
É, pois é...
Eu odeio fazer desabafo aqui, até porque acho que esse não é o espaço pra isso, mas não está dando...
O que está acontecendo comigo e com os homens? De verdade, alguém me dá uma luz porque ou eu virei macho de vez ou eles estão muito mocinhas.

As coisas andam de cabeça para baixo, eu ando louca indo por caminhos que eu nao sei onde me levarão e sempre olhando ao redor e vendo ninguém. A liberdade tem seu preço e hora ou outra ela vem cobrar. Estar sempre sozinha tem sido bom e complicado. Minha vida está corrida, mas às vezes, na calada da noite, com a insonia ao meu lado no travesseiro, as lágrimas ficam à espreita querendo surgir. E eu as engulo, respiro fundo e viro pro lado, encarando a tristeza de frente, reclamando a ausencia de um sentimento que não faz parte de mim há muito tempo e nem sei se voltará a fazer.

Ai, alguém me sacode, por favor? Tá dificil contnuar assim...
Marcadores: 3 Comentários | Links para esta postagem | edit post
O que você achou?