Primeiro passo.
A noite havia sido agradavel, tirando o fato do meu joelho ter doido muito o tempo todo e de um babaca ter dado um tapa na minha bunda quando saímos da casa de show. Deixamos o irmão dele em casa e depois ele me deixaria. Parados próximo à minha casa, conversavamos dentro do carro, trocando beijos e abraços, quando a conversa foi ficando cada vez mais quente e ele cada vez mais atiçado. Tudo bem que o meu vestido preto e curto não ajudava a situação a ficar melhor. Ele olhava para meus seios e minhas coxas e respirava fundo.

Não foi preciso mais do que dois minutos de conversa para as mãos dele abaixarem o bojo do meu vestido e a boca dele encontrar o bico do meu seio arrancando suspiros. De todas as formas ele tentou, mas ainda não tinha permissão para me dar prazer. Ele suava, não sei se de calor ou de nervoso e tirou a blusa. Passei a lingua no bico eriçado dele e fechando os olhos, recostou no banco do carro. Enquanto lambia e mordia de leve, passava a mão naquele pau duro que pulsava por baixo da calça, como um aviso de todo desejo guardado.

Quando menos esperei, ele abriu a calça e colocou pra fora, segurando com vontade, me olhando nos olhos. E eu não resisti. Passei a lingua na cabeça, encostei o piercing, ele gemeu. 'Ai, que delicia, que boca é essa!", era tudo o que ele conseguia dizer. Então eu suguei com vontade, sentindo a 'porrinha' transparente que eu tanto gosto fluir de encontro à minha lingua, sentindo o gosto dele... E eu sorri, na verdade rindo, enquanto ele perguntava o que foi e eu dizia nada só balanaçando a cabeça, com a boca muito ocupada. Enquanto chupava sentia meu sexo ardendo, pulsando, com aquele pau duro na boca, desejando a boca dele em meu seios, os elogios dele em meus ouvidos.

Algum tempo depois eu pedi que ele me desse seu prazer, que gozasse em minha boca, provasse que me deseja como diz... e ele fez. Não que isso prove nada, mas ele me deu o presente mais simples e valioso que se espera de um homem. Um pleno prazer proporcionado com a vontade de satisfazê-lo. Eu engoli seu prazer, beijou-me a boca e ficamos conversando até o dia amanhecer. Depois eu subi o elevador, com o gosto dele em minha boca e mais um passo avançado.
Marcadores: | edit post
O que você achou? 
4 Responses
  1. Uau!!!
    Delícia, guria... isso aqui está cada vez melhor!
    Vou mostrar pro André... hum...

    Bjs
    Lia


  2. Tara Flux* Says:

    HAHAA
    Ah, obrigada, amor meu!
    Adoro suas visitas!

    Mostra pro André e depois me conta! hahahaha

    Beijos


  3. Daniel Says:

    Ai ai.. que delícia!

    Como eu queria tá no lugar desse cara...

    Piercing é? ai ai ai


  4. «_FP_» Says:

    muito bom o texto... e so de imaginar a cena...ui,ui

    :p

    bjs quentes