Pizza e café
E não precia conhecer. Basta se sentir bem, segura e hoje... desejada. Não interessa se são cinco dias ou cinco noites... basta apenas ter o toque certo, a pegada forte e saber exatamente onde pegar.

Pizza, café, papo. Sentados no banco de uma loja no posto de gasolina falando das mais variadas coisas. Eis que ele me puxa pra perto pela cintura e me beija, me deixando automaticamente amolecida, entregue.

Decidimos ir embora. Parada na porta do meu prédio pois ele, como bom cavalheiro, me deixou na porta de casa. Beijos, abraços, beija meu pescoço, me puxa novamente pela cintura e vai descendo a mão pela lateral do meu corpo, do pescoço, passando pelo meu seio direito, o qual segura e aperta de leve, geme baixinho e respira fundo, beijando minha boca com vontade, passando a lingua na minha de leve, respirando, me puxando cada vez mais pra perto. 

Eu me sentia mole, entregue, úmida... com vontade de tê-lo perto, tê-lo dentro, rebolando, entrando, saindo, gemendo, enlouquecendo. Então ele me beija forte, me abraça e diz que não quer ir embora, mas que precisa ir. E quando estamos nos ditanciando, ele me puxa de novo, coloca as duas mãos na minha bunda e encaixa seu corpo no meu e me beija, perdendo a respiração e tirando a minha. E como é bom ouvi-lo gemer baixinho...

Ai, ai... isso não vai dar certo. E eu venho pra casa com a mente cheia de coisas , o corpo cheio de desejo e o sexo pulsando, por um simples toque na cintura.
Marcadores: | edit post
O que você achou? 
5 Responses
  1. Cavalheiro Says:

    Não irei embora sem você numa próxima vez.

    ... e não, não vai dar certo. E nós aproveitaremos cada segundo!


  2. Daniel Says:

    Hummm que delícia hein?

    Sorte desse cara... ai ai


  3. Ahhh acontecimentos assim,mexem,remexem,nos faz delirar,né?
    beijos


  4. «_FP_» Says:

    ha toques que fazem milagres,ou quase ;p

    muito bom :)
    beijos quentes


  5. Rangel Says:

    Só não entendi o título...

    bjos.