No bar...

A banda de rock dos nossos amigos tocava no bar como se embalassem especialmente apenas aquele momento. Ao lado da escada, o nego estava sentado em um muro baixo com as pernas abertas e eu encostada nele, de frente para a banda. Ao nosso lado havia um casal. Ela, morena, olhos escuros, sorriso branco. Uma blusa irreverente escrito "PORN IS THE NEW BLACK' me fez rir desde o início. 



Eles não eram exatamente um casal. Ele a queria, estava claro. Ela não dava a mínima para isso. Estava muito  mais interessada em rir, cantar e se divertir do que ficar dando atenção para os homens ao seu redor. Acabou parando ao nosso lado. Um estratégia feminina de fuga. Quando um homem que você não quer está enchendo o saco, aproxime-se da mulher mais próxima e puxe papo. E foi isso que ela fez. Mais um pouco ela já estava encostada em mim, enquanto eu e o nego nos beijávamos, olhando de canto de olho, observando minuciosamente cada movimento de nossas bocas, nossos corpos. 

Como a mão dele passeava em minha cintura, como nossas bocas se encaixavam e ele mordiscava meu pescoço. Ele olhava nos meus olhos e sabia o que eu queria. Eu brincava com ela, deixando o ambiente mais agravável, mais tranquilo. Em um momento ele me beijou enquanto eu conversava com ela, olhando nos meus olhos, quase me autorizando a alguma coisa. Eu entendi o recado e mantive meus olhos abertos, direcionados a ela, que não conseguia tirar os olhos dos meus. 

Ela parecia estar se questionando sobre o próximo passo a tomar e eu relaxei, sabendo que a hora certa viria. Mais algumas musicas, algumas cervejas, o chato havia parado de sufocar. Eu continuava encostada nas pernas do nego quando a banda começou a tocar Bad Things do Jace Everett. O clima foi acalmando e nós duas dançávamos a cantavamos a music sexy. Eu coloquei a mão na bochecha dela, que me olhou de relance e sorriu, como uma permissão. Eu passei o dedo sobre os lábios dela, brinquei um pouco, colocando na boca dela e depois lambi. Foi mais do que eu precisava. 

Aproximei-a de nós, ele sentado, eu encostada nele, devagar, seguindo o embalo da música e encostei meus lábios devagar nos dela, pressionando um pouco, sentindo o cheiro do alcool misturado em seus cabelos. Ela sorriu e devolveu o beijo, puxando minha cintura mais para perto e tocando minha boca de leve com a lingua, para sentir qual seria minha reação. E a reação foi espontânea de excitação. Coloquei uma mão na cintura dela, segurando com um pouco mais de pressão, enquanto minha mão esquerda foi para trás, subindo pela perna do Nego, chegando até seu pau que já estava duro pela cena que ele presenciava tão de pertinho. 

Algumas pessoas no bar nos olhavam curiosas, vendo apenas o beijo, pois minha bolsa cobria meu braço. Como se isso lá fosse alguma novidade. Nós seguiamos nos beijando com vontade, enquanto eu apertava o pau dele e ele gemia baixinho no meu ouvido, apertando minha bunda e morrendo de vontade de participar ainda mais. Minha mão foi subindo devagar até chegar no seio pequeno e firme dela, bem embaixo da letra P do PORN. Enquanto eu a beijava, ela passava a mão na minha cintura, apertava a perna dele, que gemia e nos olhava. E quando não deu mais para aguentar, eu olhei pra ele e perguntei: 'táxi?' Ele disse que sim e eu perguntei se ela ia. Com um leve aceno ela confirmou e o caminho para a casa dlee nunca foi tão gostoso e longo. 
Mas isso já é ooooutra história que eu conto depois! 



Beijosemuitaslambidas, Flux*.

6 comentários:

Daniel disse...

PQP hein?

Ler isso logo de manhã acaba comigo! ahhahhahaah

Que delícia!

Amanda disse...

Que cena!! Só de imaginar fiquei excitada!! E curiosa para saber o resto da história!

Rangel disse...

Como assim vc conta depois?? O que faço com a ereção aqui?rs...

bjo

TZ disse...

Como assim vc conta depois?? O que faço com a ereção aqui?rs...

bjo

«_FP_» disse...

FANTASTICA... muito bom... agora falta o resto :D:D

beijos

Jana e Renato disse...

vc realizou meu grande sonho!!!

Imagens de tema por sebastian-julian. Tecnologia do Blogger.