Enfim *Continuação 1*
E apertava minha bunda e minhas coxas com vontade, como sempre faz enquanto está dirigindo. Minava minhas forças pela boceta, melada, pulsante, ardendo de desejo de tê-lo dentro de mim. Quanto mais me lambia, maior era o desespero. Eu não conseguiria gozar daquela forma. Precisava de mais força, mais intensidade, mais desejo.Abria mais as minhas pernas, passava a lingua desde de o comecinho do cu e subia, carregando em sua lingua o fruto do meu desejo.

Até que se equilibrou sobre mim, beijou-me a boca e deixou-se escorregar para dentro do meu corpo. Enquanto penetrava devagar, beijava minha boca, puxava de leve minha cintura para mais perto de si. Foi metendo devagar, gradualmente, aumentando a força, a intensidade, a velocidade. Logo eu já gemia, por vezes colocando a mão na boca para gritar e ele dizia baixinho no meu ouvido 'aqui pode', por outras vezes em que eu quis gemer e a presença de pessoas ao redor impedia. Segurava meus seios enquanto estocava, eu pedia mais e ele me dava mais. Passou as mãos nos meus braços abertos e abandonados na cama e me deu as mãos, beijando-me a boca, rebolando, metendo-se em mim, esfregando seu corpo no meu. Gozei forte, segurando seu corpo entre minhas pernas, respirando descoordenadamente, tremendo, gemendo. 

Ele continuou, sem parar de me alucinar, mordendo meus seios enquanto metia com vontade, apoós tanta vontade acumulada. Gemi em seu ouvido e pedi que gozasse comigo. Eu ja me segurava pra não gozar de novo enquanto ele estocava forte, cada vez com mais jeito e vontade. Até que nao se aguentou e gozou, com segundos de diferença de mim. Pela primeira gozavamos separados. 

Fui tomar um banho pra relaxar e logo depois ele veio atrás. Conversavamos no banho, beijos, a água fluia por nós dois, pelos nossos corpos molhados, juntos. Eu abaixei devagar e coloquei a cabeça do pau dele na boca, que fechou os olhos e viajou. Fui sentindo seu pau endurecer na minha boca. Uma das melhores sensações que existem. Voltamos pra cama. Ele deitou e eu fui para a janela fumar um cigarro. Ficamos assistindo Simpsons juntos e rindo, porque entre a gente é tudo assim tão simples e prazeroso, mesmo não seja nada. 

Logo a vontade já estava presente e eu ja estava com ele na boca de novo, enquanto dizia que minha boca era deliciosa e eu passava a lingua na cabecinha, lambia toda aquela pica tesa, latejante, enfiava tudo na boca, dava prazer a ele. E quando eu sentei sobre ele, sentindo-o invadir meu corpo, um arrepio na espinhaatravessou meu corpo...



Marcadores: | edit post
O que você achou? 
3 Responses
  1. «_FP_» Says:

    espectacualar...
    :D:D:D

    muito bom


  2. «_FP_» Says:

    espectacular :D:D:D
    fantastico:D:D:D

    muito bom :D

    beijos


  3. MENINA...
    Tem coisa melhor que isso??
    Beijos da Nega