Virada fodástica! - Particiação do leitor
Ter blog é coisa engraçada. Eu, particularmente, achava que ninguém lia isso aqui. Afinal, são apenas devaneios secretos de mentes perigosas que utilizam a internet para dizer o que pensam sobre assuntos que quase ninguém tem cojones para falar.

Enfim, estou tendo uma grande surpresa com e-mails que tenho recebido e ainda maior com a participação de meus deliciosos leitores.

Recebi o conto abaixo por e-mail e preciso confessar que me deixou excitadíssima diga-se molhadinha. Meu convidado de hoje é blogueiro e, como não disse se posso, não contarei sua identidade. Obrigada pelo carinho e participação.


"Noite de ano novo, eu longe da minha namorada a mais de 3 meses por que moramos longe um do outro, era inevitaval o sexo, mas a surpresa ficava em torno de onde e quando fariamos. Era na casa da familia dela, a familia tava em cima todo o tempo por que tinha gente pra caramba numa casa super pequena. Eles moram em um bairro pequeno, com poucas pessoas, meio paradão, com estrada de chão.. bem coisa de interior assim. Um pouco antes da meia noite, ela saiu do banho e foi pro quarto onde eu estudava para o vestibular, para se arrumar, fazer chapinha e coisa de mulher. Começei a sentir o cheiro dela e aquilo começou a me lembrar das outras noites de sexo que tivemos, do primeiro boquete, do primeiro anal, da primeira lambida nos peitos dela... estava com uma bermuda branca e ela, safada que é, me viu excitado. Chegou por trás de mim, desceu a mão sobre meu corpo até chegar nele e falou: "por que ele tá acordado?". Nem pensei e respondi: "por que ele quer te comer". "eu vou pegar a chave do carro do meu pai, quando eles estiverem bebados, vamos lá realizar essa nossa fantasia." Vadia, me deixou excitado e foi se arrumar de novo. Chegou a meia noite, "seja bem vindo 2009" todos se confraternizaram e eu só pensava no meu sexo. bebi um pouco de champagnhe pra ficar alegre, jantamos e a prima dela deu a ideia de irmos passear pelo bairro de carro para vermos como estava a folia. fomos em 9 no carro. A safada ficou no meu colo, se esfregando, ali, perto dos primos e do irmão dela. Não podia aguentar mais aquela bucetinha se esfregando em mim... tinha que arrumar alguma desculpa para fazermos sexo naquela hora! Falei que ia passar mal, pedi para descer do carro. Todos ficaram assustados, inclusive minha namorada. Falei que não era pra se preocupar, que eu ficaria bem.. apenas queria voltar para casa a pé. A minha namorada me acompanhou e todos foram normalmente dar a volta no bairro. Virei pra ela, e falei: "tem que ser agora se não eu explodo". Ela ficou surpresa quando eu a agarrei, mas ela também estava afim. Ela começou a passar a mão em mim e eu nela. Ela estava com um vestido vermelho floral com decote. puxei os peitos dela pra fora do sutiã e do vestido e começei a chupa-los loucamente. ela começou a gemer, olhei-a nos olhos e falei: "calma que ainda não começou", ela apenas falou: "hoje eu quero que tu goze na minha boca". laventei o vestido dela, baixei a calcinha e fiz sexo oral nela. ela gemia como uma cadela. quando a virei para eu enfiar nela, ela se abaixou e começou a fazer um sexo oral maravilhoso, lingua santa que ela tem, a lingua quente dela era completamente o oposto do clima frio da noite, o que dava mais tesão ainda. ela subiu lambendo meu corpo e fez uma espanhola. quando vi, estavamos fazendo sexo ali, no meio da rua da familia dela, numa estrada de chão. apenas a lua e as estrelas nos olhando. parecia que eu estava em estado de graça, ouvindo o gemido dela e sentindo a bucetinha molhada, e como se não bastasse, os peitos dela de fora. "tu é uma putinha", ela mandou eu repetir isso no ouvido dela. ela falou que era uma putinha que precisava de uns tapas, que eu era o cafetão dela, que ela não tinha se comportado. comecei a dar tapas nela e sentia a bucetinha mais molhada ainda. quando eu falei: "to quase gozando", ela falou "eu já gozei.. vem aqui na minha boca" começou a fazer boquete rapidinho, peguei no cabelo dela comecei a puxar e gozei dentro da boca dela... nossa, tive um orgasmo, acho que aquela hora realmente estava passando mal, meu unico remedio era a safadeza dela. e como se não bastasse isso, ela olhou pra mim e falou: "descança rápido que o carro tá nos esperando". Sobre o carro, eu conto outra hora..."

E você, não quer compartilhar seus segredos? E-mails podem ser enviados ao secretsreveries@gmail.com

Beijoselambiidas, Flux*!
Marcadores: | edit post
O que você achou? 
9 Responses
  1. Anônimo Says:

    eu conheço quem escreveu isso XD


  2. oi! queria dizer que eu gostei muito de participar do blog de vocês! beijão! :)


  3. Tara Flux* Says:

    Ah, querido! Nós que agradecemos por participar! Apareça sempre que quiser.

    Beijoselambiidas, Flux!


  4. Hell-Ow!

    Linkei vocês no meu blog! Cheguei aqui através dos Filósofos Bêbados! Tá na mesa com eles, tá na mesa comigo! haha

    Zuação.. enfim, o link para fechar essa parceria é:

    http://izombiewebzine.wordpress.com/parcerias/

    Aguardo por aqui!

    o/


  5. Meu irmão é foda. Husahuhsauhsuhaushua


  6. Tara Flux* Says:

    Pois é, teu irmão é foda! Hahaha
    Beijos


  7. Opa, Miss Flux! To vendo que o jogo aqui é pesado ein kkkkkkkk

    O lance do banner pode ser endereços errados.. às vezes, acontece! Qq coisa, dê o toque!


  8. Ops! Chama o gerente! XD~

    Assim eu fico triste =~~


  9. temos o imenso prazer de se parceiros deste blog!