Olá.
Os motivos da minha "ausência" são muitos.

1-Tenho pensado muito na minha vida,na minha condição como ser humano.Tenho analisado mais a fundo coisas nas quais eu acreditava piamente,motivos que me levavam a crer com a fé "cega" em situações que até então pareciam para mim a coisa certa.
Ledo engano.

2-Sempre ,em minhas orações silenciosas,peço a Ele para que não me deixe perder a sanidade.
Já estive muito perto disso em algumas ocasiões e parece que mais uma vez a tempestade se aproxima do seu ápice.
Que eu não perca a capacidade de amar.
Que eu não me torne o cínico e endurecido para o mundo...um homem frio,descrente em relação a fatos e pessoas.
Não quero me tornar um homem solitário e velho, fadado a estar sempre sozinho...
Sentir-se só quando se está só é triste...sentir-se assim rodeado de pessoas é infinitamente pior.

3-Tudo me parece cinza hoje...sem sabor,sem brilho...meu coração ,outrora heróico,está apertado,angustiado e temo fraquejar,temo me tornar uma coisinha insignificante...me tornar um homenzinho comum, normal,daqueles que tem problemas demais,coisas demais pra resolver..

4-Gostaria que a minha vida fosse uma coisa mais simples de ser administrada.
Mas essa teia na qual meus pés se enredram foi tecida por mim.
Eu me deixei levar por isso,talvez engolindo as palavras que deveriam ter sido pronunciadas e que eu deixei de falar.

"Lembra-te de que és mortal".

5-Não sei o que vai ser do meu futuro...
Olho pra frente e vejo incertezas nos mais variados campos...
Interrogações apenas.
Incertezas.
De certo,só o fato que preciso mais uma vez me reerguer...

"Mas não nos deixemos derrotar no último teste, nós que há muito tempo renunciamos à Sombra e ao Anel. Devemos partir com tristeza, mas não com desespero. Veja! Não estamos para sempre presos aos círculos do mundo, e além deles há mais do que lembrança"

Nenhum comentário:

Imagens de tema por sebastian-julian. Tecnologia do Blogger.