Sexo e cigarro
Já havíamos chegado há algumas horas e muitas coisas já havia acontecido. A troca de beijos ardentes, bocas molhadas, corpos suados e o êxtase atingido. Aquela pausa estratégica para respirar, falar amenidades e fumar   um cigarro. Ele diz que o primeiro a acender o cigarro é o barulhador dominante,  e como ele sempre esquece, eu ganho meu merecido posto.

Ele ainda deitado, respirando fundo, tentando buscar ar e manter a respiração sob controle.  Eu ainda acesa, querendo mais, os bicos dos seios ainda duros de tanto tesão, ligeiramente sensíveis pelo toque com os dentes dele e a vontade presente, ardente. Estiquei a perna e sentei sobre ele, que me olhava com aquela cara como se eu fosse a mulher mais safada do mundo. Mas ele adorava. Adorava me ver despida de roupas, pudores e vestida de vontade, desejo.

Abaixei um pouco e estiquei o corpo, dando espaço para que o bico do meu seio ficasse na altura de sua boca, que logo esteva em contato direto com a minha pele causando arrepios e aumentando a vontade. Enquanto me esticava, pegava o cigarro e o isqueiro. Sentia aquele pau que tantos gemidos já me proporcionou crescer entre minha fenda, inchar, melar-se com o fruto do meu prazer enquanto eu colocava um cigarro na boca e acendia. E com a outra mão o colocava na entradinha do meu sexo, forçando um pouquinho a entrada enquanto ele olhava para mim com aquela cara de "você não vai fazer isso, vai?' Mas eu já havia feito. Quando menos esperou eu segurei seu rosto abrindo um pouco sua boca e assoprando a fumaça dentro de sua boca enquanto ele escorregava para dentro de mim. Gemeu baixinho, sorvendo a fumaça e sorrindo. "Safada!" 'Sou mesmo, vai dizer que não gosta?" enquanto colocava o cigarro na boca dele, soltava o cabelo e rebolava com mais vontade, mais intensidade. Ele passava o cigarro para a minha boca e perguntava como eu fazia aquilo, deixá-lo louco de tesão rebolando enquanto fumava. O cigarro acabou e ele acendeu outro, colocando a mão atrás da cabeça enquanto me olhava sobre ele, rebolando, gemendo, sentindo-o invadir meu corpo e me fazer gozar. Gozei com vontade, com ele me olhando e com o cigarro na mão, tirando meus segundos de 'aflição' enquanto ele me observava.



Tirou-me o cigarro da mão, colocou no cinzeiro e deitou-me de bruços, dizendo que agora queria que eu rebolasse com calma, devagar, enquanto ele metia no meu cuzinho. E assim ele fez. Foi colocando devagar, sem desespero, com calma, até que meu corpo se acostumou e começamos a rebolar juntos, enquanto ele apertava meu seio com uma mão e mordia meu pescoço. Mais uma vez eu não aguentei e gozei desesperadamente, mordendo o travesseiro, gemendo baixo, sentindo o suor escorrer pelas minhas costas e sentindo que ele também não aguentaria muito tempo.


Não tardou e ele gozou. Arfando entre meus cabelos, beijando minhas costas, buscando minha boca e abraçando meu corpo. Enquanto isso, no quarto uma mistura de suor, cigarro, sexo e prazer. E o cigarro, há muito esquecido, que queimou sem ser fumado, num cinzeiro de motel.


Dedicado ao Mr. Marlboro Man, que pediu um conto envolvendo meu vício e ao Mr. Sete, que compartilhou esse momento épico comigo.

Beijoselambiidas, Flux!


P.S.: A primeira foto foi surrupiada do Conversas Intimas. A segunda foto foi novamente e carinhosamente roubada do Desejos Insanos, o blog da Nega gostosa e simpática que nunca reclama dos meus surrupios.

Marcadores: | edit post
O que você achou? 
6 Responses
  1. mistakegirl Says:

    que coisa não.... e eu nem fumo.... cigarro,



  2. Tara Flux* Says:

    Mistake Girl, pois é. Experiência marcante! Beijoselambiidas, Flux!


    Marlboro Man, espero que tenha apreciado. Beijoselambiidassaudosas, Flux!


  3. Reclamar???? nuncaaaaaa..risos
    Menina linda..que saudade eu estava daqui.
    Putz...sumi,eu sei,mas ando numa correria que estava ausente dos blogs que tanto admiro..
    Feliz por te ver lá na minha casa....
    Beijocas em ti viu?

    {Nega}_(V)


  4. Tara Flux* Says:

    Ai, que linda que essa nega é! Não suma tanto, por favooor! Morremos de saudade de ti!
    Sempre passo lá no seu canto, nem que seja para fofocar rapidinho o que a senhora anda sentindo!

    Beijoselambiidas, Flux!


  5. Anônimo Says:

    eu nem fumo mais morro de tesao por mulheres fumantes, queria mto uma noite com alguma kkk! bj