Correria gostosa
Desci do táxi e logo ele surgiu na portaria. Com aqueles olhos verdes e um sorriso enorme, assim que me viu. Entramos, correndo para o quarto. Risadas pela situação. Logo ele me beijava, apertava minha cintura, puxava meu corpo para perto do seu. A mão logo passou para a minha bunda, acariciou meu sexo por cima da calça jeans, tirou meu cordão e minha blusa. Deitamos no colchão que estrategicamente havia sido posto no chão para evitar barulhos que acordassem as pessoas. 

As mãos dele percorriam meu corpo, enquanto beijava minha boca. Ajudei que tirasse a blusa e a bermuda. Eu conseguia sentir aquele sexo teso por trás da cueca azul clarinho, linda. Segurei, puxei pra fora, passei o dedo na cabeça. Fui beijando seus olhos, sua boca, seu peito, sua barriga malhada, aquela entradinha deliciosa... beijei a cabeça daquela ereção grossa, enooorme. Lambi a ponta, o corpo, segurei a base com força enquanto colocava devagar na boca, ele gemeu. Chupei devagar, lambi, engoli, chupei rápido. Lambi aquele saco cheiroso com vontade, punhetando o pau devagar e com força.


 Ele segurou meu pescoço e me fez deitar na cama, beijando minha boca com aquela boca macia, aquela lingua quente e umida. Abrindo meu sutiã, segurou meus seios com as duas mãos, tirou o sutiã. Abriu a boca e encaixou em um bico do meu seio, passando a lingua devagar enquanto acariciava minha cintura. Tirou minha calça, chegou minha calcinha para o lado e passou a lingua em meu centro molhado, melado, tenso por tê-lo dentro de mim. Tirou minha calcinha, acariciou meu sexo com a lingua, chupou meu centro, sentiu meu gosto e ficou assim por um bom tempo até que aquele arrepio percorreu a espinha e minhas pernas tremeram. Enquanto eu segurava a cabeça dele apoiada em minha coxa e ele olhava para mim, gozei com força. 

Ele deitou ao meu lado e quando voltei do 'meu momento', montei sobre ele devagar, beeem devagar, deixando meu corpo se acostumar com aquela fartura absurda, aquele pau gostoso, grosso, comprido, ereção brilhante com a minha saliva, boca macia para o meu beijo. E então, quando fui capaz, rebolei devagarinho, de pouquinho em pouquinho, vendo ele morder os lábios e me puxar para beijar minha boca. Rebolei, subi e desci, enlouqueci.
Sem tirar-se de dentro de mim, girou e se pôs sobre mim, me oferendo a visão daqueles musculos fortes montados sobre mim, trabalhando para me dar prazer. Meteu devagar, fundo, para que eu visse o quanto podia aguentar. Pedi mais forte, gemi em seu ouvido, arranhei suas costas...

Até que sua mãe bateu na porta. E isso não foi impedimento, pois ele continuou fazendo exatamente o que queria. Metendo fundo, rebolando aquela pica gostosa dentro de mim, funda, grossa, grande. E então, segurando minhas pernas em sua cintura, gozei de novo, levantando a cabeça, deixando meus cabelos pendendo no ar.

 A mãe dele já havia ido, o celular dele vibrava, mas meus olhos brilhavam e ele queria mais. E eu queria dar mais. Usando de sua habilidade, girou minha perna e me comeu de ladinho. Devagar, beijando minha boca, meu pescoço e segurado minha cintura. Então foi a vez dele. Gozou, gemeu deliciosamente em meu ouvido, beijou minha boca, abraçou-me. 

Ficamos assim por mais algum tempo, trocamos risadas, contou-me historias. Hora de ir embora. Saí pela porta levando meu cansaço e qualquer vontade de vê-lo novamente.Mas que foi bom, ahh, se foi.

Beijoselambiidas, Flux!
Marcadores: , | edit post
O que você achou? 
4 Responses
  1. Hum!!!
    Que delícia de história...

    Bjs
    Lia


  2. Jaque Says:

    Eiiiiiiiiita! Acho que a sua vida "afetiva" anda melhor que a minha! hahahahahah

    Gatinha, quero ir morar no Rio! AAA
    Só que eu não sei por onde começo!



    Beijos


  3. Conde Vlad Says:

    HAUHAUHAUHAUHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA...

    E a mãe dele? Ficou do lado de fora mesmo? KKKKKKKKKKKKKKKKK Garoto esperto.
    Que gostosa aventura hein...

    Conhecí teu blog através do Casal Desiderum, que eu conhecí através da Curiosa. rsrs... Achei legal e tô visitando os dois.

    Beijão do Vlad.


  4. Tara Flux* Says:

    Ai, que bom que gostou, Lia! Volte sempre, amor!


    Jaque, vc pode começar entrando em um avião. Já ajuda, né? Entrar no msn para conversarmos tb ajuda.

    Beeijos


    Vlad, obrigada pela primeira visita, tesão! Volte sempre e sinta-se a vontade por aqui.
    A mãe dele desistiu. Achou que ele tivesse saído e foi dormir. Eu fiquei la, gemendo baixinho. Ahahaha

    Beeijos, gato!