Coluna Botando a cabeça - Sexo Anal


Eis que eu abro o e-mail do blog e vejo o seguinte:

"Tara, acho que você pode me ajudar. Sempre quis fazer sexo anal com minha esposa, mas ela nunca deixou. Contudo, acho que ela está começando a considerar a idéia: no domingo, enquanto estávamos em plena atividade, ela falou "ai que vontade de dar meu cu". Claro que tentei aproveitar a oportunidade, mas ela deu pra trás (perdão pelo trocadilho, mas não pude deixar passar!). Enfim, como fazê-la vencer esse tabu? Como isso aconteceu com você?"

Então, vamos por partes, ok?  Eu acho que você deveria tentar fazê-la sentir curiosidade na coisa, e não querer fazer pra agradá-lo. Não estou dizendo que você está fazendo isso, meu amor. Mas é geralmente isso que acontece. Os homens querem tanto e enchem tanto o saco das mulheres que ao invés de fazer com que elas sintam curiosidade, elas acabam fazendo para que ele pare de encher o saco. Tente dar umas lambidinhas sem que ela espere, quando ela estiver MUITO excitada, para que ela perceba que pode ser prazeroso.


Vencer tabu é bem complicado. Primeiro que já é um pré-conceito arraigado na nossa mente de que algo é ruim, algo não presta, vai doer... Creio que deva ser um trabalho psicológico e físico ao mesmo tempo, onde você (COM TODA DELICADEZA DO MUNDO, POR FAVOR), ao abordar o assunto vai tentar mostrar a  ela que você não está tentando forçá-la a nada que ela não queira, mas sim aumentar a gama de prazer que ela pode ter, aumentar a intimidade e liberdade entre vocês. Caso você perceba que ela realmente não está a fim, você pode tentar propor um joguinho com óleo que relaxa, que esquenta, deixando bem claro que não vai colocar nada dentro dela até que ela diga pode. É importante ser estabelecido um nível extremo de confiança. Eu entendo que ela seja sua esposa, mas todos temos nossos esqueletos dentro do armário e alguma coisa nos deixa 'uncomfortable' perto de nossos parceiros/as. Então, crie um ambiente onde ela vai se sentir relaxada, à vontade, realmente se entregando a você, querendo se descobrir, descobrir o que dá prazer aos dois. 

Bom, já a segunda parte da conversa... Como isso aconteceu comigo. Bom, como acho que já perceberam, eu sou uma pessoa bem diferente da grande maioria das mulheres (Graças a Deus!), então até nisso eu fui diferente. Eu tinha um cara que foi meu melhor amigo durante praticamente 11 anos e durante um certo tempo nós saímos. O sexo era legal, me sentia à vontade com ele e depois de muita conversa, de dúvidas sanadas, de vontade MINHA e não dele, rolou. Mas foi literalmente rolou, mesmo. 

Estávamos deitados na cama de casal de um amigo vendo Um lugar chamado Nothing Hill, o nosso amigo dono da cama e da casa na mesa jogando no computador com o fone de ouvido xingando até a décima geração passada e a luz apagada. O clima esquentou, beijos, caricias, ele me excita, enfia a mão por baixo do meu vestido, joga minha perna sobre si. Aquele vai e vem de leve quando eu pedi. 'Quero que você coloque no meu cuzinho devagar.' Ele se assustou e animou ao mesmo tempo. Virou-me de ladinho e enfiou um dedo devagar. Daí pra frente foi só alegria. Aquela salivinha básica pra lubrificar, colocou só a cabeça e eu fui rebolando devagar até meu corpo se acostumar e pau dentro (literalmente!).


Foi bom. Foi ótimo. Não doeu, não me deixou traumatizada e acho que isso se deve a uma sucessão de fatores. Primeiro que a vontade foi minha, não fiz nada para agradar ninguém. Segundo que em função da vontade ser minha e não impulsionada por alguém eu estava hiper relaxada, seguindo meu corpo, meus instintos. Daí pra frente foi só alegria e eu só faço quando eu quero. Tem dias que queremos mas o nosso corpo não está pra coisa. Como tem dias que tudo flui mas chega na hora e incomoda. O segredo é respeitar o corpo e a vontade. Com vontade, calma e intimidade, tudo funciona!

Beijoselambiidas, Flux! 

Dica: Tente propor que ela se masturbe na sua frente, vendada, enquanto você só assiste. Depois você pega um óleo e vai massageando a cintura, o ventre, vai chegando mais perto, chupando, lambendo, enquanto ela abre bem as pernas. Depois vai descendo mais até chegar onde você quer... Dai pra frente, é com vocês!

Beijoselambiidas, Flux!

Roubei a foto (de novo) da Nega gostosa do Desejos Insanos. 
Marcadores: | edit post
O que você achou? 
3 Responses
  1. enquanto todo homem quer isso, o meu nem tenta. e o pior é que rolou há mais de 3 anos atrás e foi muuuuuuito bom. ¬¬


  2. adorei, muito bom, inesquecível, o pinto fica lembrando por pelo menos 24hs, devido a pressão
    bj gde


  3. ººº
    Sexo anal é tudo de bom .../